ECONOMIA

Super Mix volta ao Recife com 125 expositores Maior feira do setor de atacado, supermercado e food service dobra de tamanho na sua 12ª edição

THATIANA PIMENTEL
thatiana.pimentel@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 14/09/2017 03:00

O Centro de Convenções de Pernambuco irá receber, de 27 a 29, a 12ª edição da Super Mix, maior feira de negócios voltada a atacadistas, distribuidores, supermercadistas e empresas de food service (padarias, conveniência etc) do Norte/Nordeste. O encontro estava sendo realizado há três anos em Caruaru, mas volta ao Recife com um crescimento de 100% do valor de investimento e do número de empresas participantes. Em 2016, foram investidos R$ 500 mil com a participação de 63 expositores. Este ano, o investimento será de R$ 1 milhão e 125 empresas irão participar . Dessas, 40 serão micro e pequenas que estão se integrando à feira com o incentivo do Sebrae. A perspectiva da organização é de que 20 mil pessoas circulem nos 11 mil metros quadrados do pavilhão.

Entre as novidades desta edição, a rodada de negócios é a mais expressiva, uma vez que irá facilitar o contato entre fornecedores e compradores. “O expositor irá escolher o supermercado com o qual deseja negociar e nós iremos viabilizar a conversa entre eles, que deverá durar 30 minutos”, explica Edvaldo Guilherme, presidente da Associação Pernambucana de Supermercados (Apes), um dos organizadores do evento. Segundo ele, é difícil mensurar o total da movimentação financeira do evento, mas, em 2016, algumas marcas, sozinhas, fecharam contratos de até R$ 30 milhões. “Estamos otimistas porque o mercado já mostra sinais de recuperação. Uma prova é que tivemos crescimento de 2% no setor de supermercados em Pernambuco no primeiro semestre, então nossa visão e sentimento é de confiança para, quem sabe, um crescimento total de 5% até dezembro.”

Ele afirma que o encontro também servirá para apresentar aos empreendedores pernambucanos novas tecnologias que deverão ser implantadas no setor em 2018. “Apostamos que teremos em breve estabelecimentos com self-checkout, onde o cliente realiza sozinho todos os passos da sua conta, inclusive pesagem e pagamento. Isso já chegou em uma unidade na Paraíba e deve se expandir. Outro ponto que é uma tendência do setor são as etiquetas eletrônicas, onde leitores de LED presos às gôndolas deverão acabar com os erros nos preços dos produtos”, detalha. Todas essas inovações estarão no Minimercado Modelo, espaço inédito que replicará o design e as ferramentas dos supermercados do futuro.

José Luiz Torres, presidente da Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores (Aspa), ressalta que, além do público local, haverá a participação também de empreendedores da Bahia, Ceará, São Paulo, Paraná e outros estados. Mas o objetivo maior da feira é aquecer a cadeia produtiva pernambucana. “Queremos fazer circular o dinheiro dentro do estado, então faremos o possível para ligar fornecedores, grandes e pequenos, aos atacadistas e supermercadistas”, destaca. Ainda de acordo com Torres, o setor atacadista também está otimista neste semestre e deverá fechar o ano com crescimento de até 6% em Pernambuco. A entrada na Super Mix é gratuita. Mais informações no http://www.feirasupermix.com.br/.