ECONOMIA

Diario econômico

Rochelli Dantas - interina
rochelli.dantas@diariodepernambuco.com.br
diariodepernambuco.com.br

Publicação: 07/12/2017 03:00

Foco na rede própria

O investimento na rede própria foi a estratégia adotada pela Unimed Recife para não ver os negócios despencarem junto com a crise econômica. Por mais contraditório que possa parecer, o investimento na construção e na modernização de novos hospitais com bandeira própria gera uma redução de 30% nos custos das operações. É que mesmo o Recife tendo um do principais polos médicos do país, é mais fácil economizar realizando a gestão dos gastos do que negociar com as redes parceiras, que possuem rede de fornecedores já formada e margens de lucros diferenciadas. É por isso que a cooperativa de médicos da Unimed aprovou a destinação de R$ 70 milhões para a construção de um novo hospital, o terceiro da rede na capital pernambucana. O projeto deve ser inaugurado em julho de 2018 agregando mais 150 leitos. A unidade será voltada ao atendimento das áreas de pediatria, obstetrícia e ginecologia, setores onde foi observada a maior carência no atendimento. A tecnologia presente nas demais unidades deve ser replicada ao novo projeto, cuja meta é nascer pronto para receber as certificações internacionais. E aí eles esperam atrair novos usuários. Aliás, apesar do número de clientes de saúde suplementar no Brasil ter caído nacionalmente, por aqui, a empresa diz estar conseguindo manter as adesões positivas. Pelo balanço apresentado, no acumulado do ano até setembro, houve um crescimento de 5% na carteira de clientes, percentual que deve ser mantido até o final deste ano. Em números absolutos, a carteira de clientes é composta por 210 mil clientes, sendo 150 mil pessoas jurídicas. Se os planos se concretizarem serão 260 mil usuários. Se o ritmo for mantido e a estratégia estiver correta, em 2018, com o hospital em funcionamento e a econmia mais estável, a tendência é que o crescimento seja maior.

Sebrae e Santander
O Santander da Conselheiro Aguiar, em Boa Viagem, vai ganhar uma sala de atendimento do Sebrae para micro e pequenos empreendedores. A parceria visa oferecer orientação a empresários, favorecendo o uso mais racional e assertivo dos recursos. A ação será a primeira experiência do tipo, em todo o Brasil, dentro do banco Santander e deve iniciar nos primeiros meses de 2018.

Estoques reforçados
O Assaí Atacadista reforçou os estoques e espera um crescimento de dois dígitos neste final de ano em comparação com o mesmo período do ano passado. A categoria de bebidas como um todo é grande aposta da rede, que espera um acréscimo de 25% em vendas. Os panetones, carro chefe do período, deve ter um incremento de 25% nas comercializações. Além disso, aves e suínos, também devem crescer, por volta de 15% e 10%, respectivamente.

A favor da reforma
Pela segunda vez este ano, o conselho de gestão do Grupo de Líderes de Pernambuco (LIDE-PE) está divulgando uma carta aberta a favor da Reforma da Previdência. Entre as cinco justificativas apontadas para aprovação do projeto está o controle do desequilíbrio fiscal dos estados e municípios e a convergência dos regimes geral e próprios da aposentadoria que, segundo eles, atualmente está marcado por forte desigualdade.

Operações com nota
Após meses de espera, os comerciantes do Moda Center Santa Cruz agora contam com o Expresso da Moda, mecanismo que, dentre outras ações, realiza a emissão de notas fiscais. No atendimento, é gerada a guia (GNRE) com o imposto de 2%. Com o pagamento compensado, a nota fiscal avulsa é emitida. A administração do polo prevê ainda a instalação de um banco dentro do polo.

Um dia a mais
Com o aumento de demanda provocado pelas festas de fim de ano, o Moda Center Santa Cruz, centro atacadista de confecções, estará aberto no dia 23 de dezembro, das 7h às 15h. Já nos dias 24 e 25, o espaço não funcionará. A expectativa é de um aumento de 10% no volume de clientes neste final de ano em relação ao mesmo período de 2016.

Mantendo o ritmo
Dando continuidade ao plano de expansão da rede em todo o país, a TIM encerrou o mês de novembro com a marca de 125 municípios pernambucanos atendidos com a cobertura 4G. Em 59 deles, apenas a operadora oferece a tecnologia de quarta geração. A expectativa é chegar ao final do ano com mais de 140 localidades contempladas, cobrindo 96% da população urbana com o serviço de ultra banda larga móvel.