ECONOMIA

CONSTRUÇÃO CIVIL » Crescimento de 65% no primeiro trimestre

Publicação: 17/05/2018 03:00

Os números da construção civil no país mostram que, aos poucos, o setor está voltando aos trilhos e os reflexos também são sentidos em Pernambuco. No primeiro trimestre de 2018, o Nordeste foi a região que apresentou o maior crescimento nas vendas em relação ao mesmo período de 2017: 29% - a média no Brasil foi de 9,4%, devido às 94.221 unidades comercializadas. A Construtora Queiroz Galvão, por exemplo, já contabiliza uma alta de 65% nessa mesma base comparativa. Um cenário que contrasta com o crescimento de 2,8% de 2017 para 2016.

“Nossa venda líquida, contabilizando a exclusão dos distratos, já é maior em 2018, somente com os números do primeiro trimestre, a todo o ano de 2017”, destacou Múcio Souto, diretor regional da Queiroz Galvão Desenvolvimento Imobiliário. “Avaliamos que 70% do volume de distrato que tinha de ocorrer já aconteceu”, acrescentou Múcio, reforçando o otimismo do grupo em 2018.

Para dar vazão ao estoque - hoje, ainda tem 20 produtos em comercialização -, a Queiroz Galvão vem apostando em eventos no qual consiga manter uma sinergia com o clientes e assim acelere o processo de fechamento de negócio. Por isso, até o dia 31 deste mês, o grupo está presente no RioMar Casa, mostra com mais de 40 ambientes que refletem a casa urbana, de praia, ambientes gastronômicos em várias abordagens e escritórios empresariais. “É uma das principais mostras de decoração e ambientação do país. Estamos com um lounge que virou um espaço de sensações e uma oportunidade também de fechar negócios”, disse Carol Boxwell, superintendente comercial e de marketing. “A hora de comprar é essa, já que o momento é de juros mais baixos e condições flexíveis de preço. Quem está com recursos vem fazendo bons negócios”, enfatizou Carol, lembrando também das oportunidades que estarão abertas do Feirão da Caixa, marcado para 25 a 27 de maio. Hoje, a Queiroz Galvão vai promover uma palestra do arquiteto  e urbanista Carlos Fernando Pontual, que assina os últimos empreendimentos da empresa.