POLÍTICA

TEMER » Imagem lá fora é de um 'paiseco'

Publicação: 21/04/2017 03:00

Em um contraponto à sua antecessora no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer criticou ontem o que chamou de uma tentativa de vender a imagem de que o Brasil é um “paiseco” e que não respeita a Constituição Federal. Num giro nos Estados Unidos, no qual tem feito palestras em instituições e universidades norte-americanas, a ex-presidente Dilma Rousseff tem criticado o processo de impeachment que a retirou do cargo e reforçado que se trata de um “golpe”.

Segundo o presidente, que não citou a petista, estão sendo distribuídos no exterior dados, fatos e informações que não coincidem com a realidade e que o papel da política externa brasileira neste momento deve ser o de recuperar a imagem do país. “Muitas e muitas vezes, são levados ao exterior dados, fatos e informações que não coincidem com aquilo que está na Constituição Federal. E as pessoas lá fora imaginam que este país é ‘um paiseco’ e que vai fazendo as coisas sem amparo legal, sem amparo na Constituição Federal”, disse. Temer fez a crítica durante cerimônia de formatura de diplomatas, realizada no Dia do Diplomata, no Palácio do Itamaraty.

Acusado por Eduardo Cunha de não ter dito a verdade, o presidente Michel Temer desejou ontem a “maior felicidade” para seu ex-aliado peemedebista, que está preso em Curitiba. Na saída de evento no Palácio do Itamaraty, o presidente foi perguntado sobre as ameaças do ex-presidente da Câmara de fazer uma delação premiada, o que poderia implicar a cúpula do Palácio do Planalto. “Eu não digo nada sobre isso e desejo a maior felicidade para ele”, respondeu.

Em carta escrita de próprio punho, Cunha disse que Temer “se equivocou nos detalhes” e que foi agendado diretamente com o presidente encontro, em 2010, no qual um ex-executivo da Odebrecht afirmou ter negociado propina para o PMDB. (Folhapress)