POLÍTICA

'Triplex era do ex-presidente'

Publicação: 21/04/2017 03:00

O executivo Léo Pinheiro afirmou ainda que o apartamento triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, pertence ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O imóvel, segundo acusa o Ministério Público Federal, foi repassado ao petista como forma de propina por contratos com a Petrobras. “O apartamento era do (ex-) presidente Lula. Desde o dia que me passaram para estudar os empreendimentos da Bancoop já foi me dito que era do Lula e sua família e que eu não comercializasse e tratasse aquilo como propriedade do presidente”, afirmou Pinheiro. A OAS assumiu a construção do imóvel em 2010, após a cooperativa entrar em processo de falência.

Pinheiro e Lula são réus em ação penal na 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba. A denúncia sustenta que Lula recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio - de um valor total de R$ 87 milhões - da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. Parte do valor, segundo os investigadores, foi repassada por meio do apartamento A defesa de Lula nega que a propriedade seja do ex-presidente.

Em seu depoimento, Pinheiro disse ter sido procurado em 2009 pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, então presidente da Bancoop, que pediu a ele que adquirisse o empreendimento no litoral de São Paulo com o objetivo de ajudar financeiramente a cooperativa. Apesar da falta de interesse comercial no empreendimento, ainda em construção, Vaccari teria orientado a compra por envolver um imóvel de Lula. O negócio foi referendado posteriormente pelo presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. (Agência Estado)