POLÍTICA

RELATOR DA CCJ » Zveiter pede para sair do PMDB

Publicação: 12/08/2017 03:00

Relator do parecer que pedia a admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer na CCJ da Câmara, o deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) apresentou nesta sexta pedido de desfiliação do partido. Correligionário de Temer, ele e mais cinco parlamentares foram suspensos das atividades partidárias por 60 dias pela cúpula partidária na quinta, por votar a favor da peça do Ministério Público Federal, que acusa o presidente de corrupção passiva.

Em seu pedido de desfiliação, Zveiter afirma ter sofrido represálias após a divulgação de sua posição na comissão, em relatório que foi derrotado pelos governistas. O parlamentar criticou o fechamento de questão do partido a favor de Temer. “Causa maior espanto o autoritarismo com que esse posicionamento foi adotado, essa postura abusiva, como se a Câmara e seus deputados estivessem subjugados a outro poder”, afirma o texto. “Não vejo autoridade moral nem na executiva do partido nem no líder Baleia Rossi (SP) para aceitar punição vinda deles”, afirmou Zveiter.

Jarbas Vasconcelos
A executiva estadual do PMDB divulgou nota de desagravo ao deputado federal Jarbas Vasconcelos e de repúdio à decisão da direção nacional do partido, de suspendê-lo – juntamente com mais outros cinco parlamentares. Os peemedebistas locais dizem não aceitar que a cúpula peemedebista negue sua identidade e sua história e decida “patrulhar e coibir as posições dos seus parlamentares”, legitimados pelo voto popular. (Com Folhapress e Blog do Diario)