Diario político

Marisa Gibson

Publicação: 13/06/2018 03:00

Vale quanto pesa

Há quase 30 anos no pedaço, o lulismo que enfeitiçou o país a partir das eleições presidenciais de 1989 nunca teve força para eleger um governador em Pernambuco nem mesmo do PT. Os candidatos ao governo que tiveram o apoio explícito do ex-presidente Lula, um, Eduardo Campos (PSB), venceu pelo próprio carisma, o outro, Humberto Costa (PT), foi derrotado num primeiro turno, e por fim, Amando Monteiro Neto (PTB), também perdeu a eleição. Mas, a cada disputa eleitoral, há um frisson em Pernambuco sobre qual candidato terá o apoio de Lula, que garantirá a sua vitória final. É certo que no estado, Lula, no palanque ou na prisão, arrebata para si a maioria dos votos dos pernambucos. Mas daí, a eleger um governador só para atender a um apelo do ex-presidente há uma certa distância. A pesquisa da Datamétrica, publicada nesta edição, aponta, por exemplo, que o eleitor de Lula, pré-candidato a presidente da República, ao ser questionado sobre a intenção de voto para governador de Pernambuco, não apresenta até agora um maior favorecimento a nenhum dos três principais pré-candidatos: Paulo Câmara (PSB), Marília Arraes (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB). É isso, o eleitor de Lula não é necessariamente petista. Ele mantém fidelidade ao ex-presidente, mas se permite alguma liberdade político-ideológica.

Jarbas reage a boatos
O deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB), candidato ao Senado na chapa de Paulo Câmara (PSB), reage contra “uma onda de boatos no estado” de que ele está muito doente e sem disposição para continuar na vida pública. Jarbas credita tais rumores a quem teme enfrentá-lo nas urnas e afirma que está muito bem de saúde, tendo realizado recentemente um check-up, em São Paulo, onde faz dois exames por ano, e seus médicos, coordenados por Roberto Kalil, do Hospital Sírio Libanês, o  parabenizaram pelas suas boas condições de saúde aos 75 anos.

Na estrada  
Com extensa agenda de viagens por todas as regiões do estado, Jarbas visitará os principais polos de São João, como Caruaru, Gravatá e Arcoverde. Com uma base eleitoral muito metropolitana, Jarbas já colocou o pé na estrada há muito tempo, pois como salientou: “Cobra que não anda não engole sapo.”

Até de noite   
O governador Paulo Câmara (PSB) não dará trela para os adversários: vai manter a rotina de agendas administrativas enquanto for possível. Desta quinta-feira  até sábado, tem programação pelo Sertão, pela manhã, à tarde e à noite.

PSC e PP
O PSC e o PP se desejarem ocupar a vaga de senador na chapa da oposição vão esbarrar em uma exigência: a coligação proporcional. Candidatos a deputado federal e estadual condicionam os entendimentos a que todos integrem o chapão. A preocupação maior agora é com os proporcionais tanto que o PSDB está disposto a escolher um vice que ajude a reforçar a chapa da Assembleia.

Ouvidores e ouvidorias    
Com palestras dos ministros Raul Jungmann (Segurança Pública) e José Múcio Monteiro (TCU), além do "senador Cristovam Buarque" (PPS), o Instituto Pró-Cidadania realiza hoje, no Mar Hotel, o seminário Ouvidores e Ouvidorias sobre o combate à corrupção.

Funpepe
A Corregedoria Geral da Justiça de Pernambuco publicou Instrução Normativa orientando magistrados, com competência criminal, a destinar os valores das multas penais de sentenças condenatórias com trânsito em julgado advindas de aplicação do Código Penal e de legislação especial que não dispuser de modo diverso, em favor do Fundo Penitenciário do Estado (Funpepe).

Nova conta
Atualmente esses recursos  são repassados ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) ou à conta única do estado, através da Secretaria da Fazenda. Mas, pela lei  15.689/2015, tais recursos devem ser movimentados em conta da Secretaria Executiva de Ressocialização.