SUPERESPORTES

Não só treinador, mas bombeiro coral Durante a semana, Vinícius Eutrópio desempenhou uma postura apaziguadora no Santa para focar o elenco na decisão contra o Salgueiro

Publicação: 21/04/2017 03:00

Além das atribuições naturais de treinador, Vinícius Eutrópio tem exercido a função de um gerenciador de crises no Santa Cruz. Depois de uma semana turbulenta no Arruda, com direito a cobrança de atrasados dos jogadores à diretoria, o técnico coral vem tentando colocar panos quentes na situação para que nada do extracampo exerça alguma influência na decisiva semifinal do PE2017, contra o Salgueiro. Amanhã, no Cornélio de Barros, espera os seus jogadores imersos exclusivamente na classificação. Blindados, ontem sequer concederam entrevistas.

Ao ter conversado com os jogadores, o técnico garantiu que o pensamento deles é se empenharem ao máximo no Sertão. Crê até que toda a problemática serviu para dar ainda mais unidade ao Santa. “(O elenco) saiu mais fortalecido do que todos nós pensávamos, em todas as áreas: clube, torcedores e o grupo Santa Cruz. Isso foi o mais importante para todos nós”, pontuou Eutrópio.

Mas não só os problemas de atraso o treinador precisou contornar. Justamente na coletiva apaziguadora do presidente, o próprio Alírio Moraes voltou a traçar, abertamente, metas audaciosas para a equipe. Prometeu ganhar os títulos do Pernambucano e da Copa do Nordeste. Vinícius Eutrópio tentou ponderar as promessas do mandatário tricolor para não gerar ainda mais pressão nos seus atletas.

Bem mais moderado, o treinador falou que preferiria trabalhar jogo a jogo antes de fazer projeções de conquistas. “Todos nós temos o sonho de sermos vencedores. Agora, a construção de uma equipe vem por etapas. A gente está respeitando isso. A única coisa que eu posso responder é que estamos focados na decisão que temos contra o Salgueiro”, limitou-se.