SUPERESPORTES

Seis feridos e apenas um preso Torcedores do Corinthians foram agredidos por organizada do Coritiba antes da partida entre os dois clubes. Seis pessoas ficaram feridas

Publicação: 19/06/2017 03:00

A violência entre as torcidas manchou a oitava rodada da Série A logo nas primeiras horas da manhã. Por volta das 8h30, torcedores do Coritiba agrediram corintianos nos arredores do estádio Couto Pereira, onde as equipes entraram em campo às 11h e empataram sem gols. Um torcedor foi preso por envolvimento na confusão e seis pessoas ficaram feridas, mas receberam alta.

O ônibus que levava corintianos para acompanhar a partida errou o caminho em uma rua próxima ao estádio onde fica a sede da principal torcida do Coritiba. Membros da Império Alviverde, a principal organizada do time paranaense, atacaram o veículo e agrediram os passageiros. Alguns deles ficaram feridos e precisaram ser encaminhados para três diferentes hospitais. O caso mais grave foi do torcedor Jonathan José Gomes da Silva, de 29 anos. O delegado Clóvis Galvão, da Delegacia de Atendimento ao Futebol, chegou a divulgar que o corintiano estava morto, mas a informação foi corrigida na sequência.

A Secretaria de Saúde do Paraná confirmou à tarde que o torcedor, no entanto, havia recebido alta por volta das 16h. Ele tinha sofrido uma fratura no braço e traumatismo craniano, mas apresentou melhoras após os atendimentos e foi liberado. O corintiano estava internado no Hospital do Trabalhador junto com outro torcedor agredido, que também recebeu alta. Os demais feridos deixaram os outros hospitais na parte da tarde e voltaram para São Paulo.

O delegado Galvão disse que a Polícia está analisando as imagens para prender outros envolvidos no caso. “Já localizamos um dos agressores, que foi preso dentro do estádio. Vamos apurar os fatos. O suspeito confessou e ele pode ser indiciado por tentativa de homicídio”, disse o delegado. O torcedor preso é João Carlos de Paula, de 24 anos, identificado pelas imagens. Os clubes divulgaram notas em que lamentaram a briga.

CAMINHO ERRADO
Os conflitos entre as duas torcidas foram registrados desde as primeiras horas da manhã em Curitiba. Foram colocados à venda quatro mil ingressos para a torcida do Corinthians e 38 ônibus saíram de São Paulo para a partida. A Polícia Militar (PM) disse em nota ter escoltado todos os ônibus com torcedores corintianos até a entrada do estádio, mas três deles, além de uma van, decidiram sair do comboio para chegar mais cedo ao jogo.

“Os ônibus se deslocaram por conta própria, sem informar o itinerário à corporação, e acabaram sendo alvo do confronto entre rivais”, explicou o texto da nota. Na rota, porém, entraram em uma rua errada e pararam em frente à sede da Império Alviverde, torcida organizada do Coritiba.

Um torcedor corintiano foi espancado por vários integrantes da Império Alviverde e as agressões só cessaram quando um outro torcedor do Coritiba interveio e esperou a chegada da Polícia Militar e do próprio socorro.