SUPERESPORTES

Empate irrita Roberto Fernandes

Publicação: 16/04/2018 09:00

O técnico do Náutico Roberto Fernandes, não escondeu a irritação com a sua equipe após o empate por 1 a 1 cedido ao Santa Cruz. Para o comandante alvirrubro, o resultado foi justo, mas fruto em boa parte do que chamou de “displicência” do time nas chances que teve de ampliar a vantagem no placar e selar a vitória.

“O futebol vai modernizando, evoluindo, mas tem máximas que acho que vai durar 100, 200 anos, que é a de que quem não faz, leva. Eu não vou tirar uma vírgula do mérito do Santa Cruz e do trabalho do Júnior Rocha. No segundo tempo eles mereceram o empate. Mas com uma contribuição determinante da nossa parte. O Náutico começou o jogo melhor, fez o gol e aí faltou maturidade para matar o jogo. Começamos a ficar displicentes, achando que o jogo estava controlado. Veio o castigo, bem feito”, alertou.

A irritação do treinador só aumentou na etapa final, com as chances desperdiçadas dos contra-ataques. Que por sinal vinha sendo uma das principais armas do Náutico na temporada. “No segundo tempo o Santa Cruz cresceu e houve um recuo excessivo nosso. Começamos a dar espaço para o Santa Cruz. Mas tivemos duas ou três chances de contra-ataque e não fizemos por imaturidade e preciosismo. O gol do Santa Cruz foi para coroar isso", resumiu Fernandes.