SUPERESPORTES

Vencedor inesperado na China Após largar em sexto lugar, australiano Daniel Ricciardo faz corrida de recuperação e termina em primeiro no terceiro Grande Prêmio do ano

Publicação: 16/04/2018 09:00

Nem Sebastian Vettel, nem Lewis Hamilton. O GP da China ficou nas mãos de Daniel Ricciardo. O australiano da Red Bull largou em sexto lugar na madrugada de ontem, mas deixou para trás os favoritos em uma prova surpreendente e faturou no Circuito Internacional de Xangai a primeira vitória da equipe nesta temporada.

Foram 15 provas sem subir ao lugar mais alto do pódio, mas Ricciardo encerrou o jejum em grande estilo. O australiano aproveitou a entrada do safety car para diminuir a distância para os líderes e, depois, ganhou posição por posição graças a belas ultrapassagens.

Pior para os favoritos ao título, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Vettel, da Ferrari, até largou na ponta, mas não resistiu às investidas de Ricciardo e ainda foi prejudicado por uma desastrada tentativa de ultrapassagem do companheiro do australiano, Max Verstappen, o que o fez terminar em oitavo. Já Hamilton, da Mercedes, esteve longe de seus melhores dias e precisou se contentar com a quarta colocação.

O resultado ainda embolou a briga pelo título do Mundial de Pilotos. Vettel continua na ponta, agora com 54 pontos, mas já vê as aproximações perigosas de Hamilton, com 45, Valtteri Bottas, com 40, e do próprio Ricciardo, com 37.

Ontem, quando as luzes verdes se acenderam e a largada foi dada, ninguém poderia imaginar o resultado final da prova. Vettel manteve a ponta, seguido por Bottas, Verstappen e Raikkonen. Hamilton saiu mal e caiu para a quinta colocação, enquanto Ricciardo manteve o sexto lugar.

Nos boxes, porém, a Mercedes foi mais competente do que a Ferrari e fez com que Bottas se aproximasse do líder. Graças a uma manobra arrojada, o finlandês assumiu a ponta na 27ª volta e, então, a prova parecia destinada a ser disputada pelas duas principais equipes da Fórmula 1.

Mas tudo mudou na 31ª volta. Os dois carros da Toro Rosso, pilotados por Pierre Gasly e Brendon Hartley, bateram e exigiram a entrada do safety car. Começava, então, o show de Ricciardo.

O australiano aproveitou a aproximação dos carros para brilhar. Primeiro, fez bela ultrapassagem sobre Raikkonen para ganhar o quinto lugar. Na estratégia, Verstappen e Hamilton ficaram para trás. Uma bela ultrapassagem sobre Vettel deu a Ricciardo a segunda colocação na 42ª volta.

Pouco depois, Verstappen seguiu o exemplo de seu companheiro e tentou a manobra sobre Vettel, mas, desajeitado, tocou o carro do alemão e os dois rodaram. Pior para o piloto da Ferrari, que demorou mais para se restabelecer, perdeu tempo e terminou somente na oitava posição.

Mais rápido, Ricciardo, então, iniciou o ataque a Bottas. E finalmente conseguiu a primeira colocação na 45ª volta, para não mais largá-la. O finlandês teve que se contentar com o segundo lugar, enquanto Raikkonen completou o pódio.

GP da China

1º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
2º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
4º - Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)
5º - Max Verstappen (HOL/Red Bull)
6º - Nico Hülkenberg (ALE/Renault)
7º - Fernando Alonso (ESP/McLaren)
8º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
9º - Carlos Sainz Jr. (ESP/Renault)
10º - Kevin Magnussen (DIN/Haas)

Mundial de pilotos

1º - Sebastian Vettel     54 pts
2º - Lewis Hamilton     45 pts
3º - Valtteri Bottas     40 pts  
4º - Daniel Ricciardo     37 pts
5º - Kimi Raikkonen     30 pts