LOCAL

TÚNEL AUGUSTO LUCENA » Comunidade tem até hoje para sair

Publicação: 14/09/2017 03:00

Termina hoje o prazo dado pela Justiça para que a Comunidade Pocotó, localizada em cima do Túnel Augusto Lucena, em Boa Viagem, deixe o local. Os ocupantes ainda não sabem para onde ir, além de abrigos provisórios. As 40 famílias temem viver na rua.

O coordenador estadual do Movimento de Trabalhadores Sem Teto, Tibério Gouveia, informou que acionou advogados populares assim que soube do caso da comunidade.

A empregada doméstica Jarmelina Lindalva, 46, exibe olheiras de noites mal dormidas. Ela veio de Lagoa de Itaenga e, com um salário mínimo, construiu sua casa de alvenaria no local por R$ 8 mil. Naquele pequeno espaço, mora com os quatro netos. “Não tem sossego. Para onde formos, é irregular. Vão sempre nos retirar e nós vamos viver nos mudando”, reclamou.

Luciana Maria Barbosa, 26, disse que não sai. “Se sairmos, perdemos todos os nossos direitos”, protestou. Ela mora no local há 19 anos e, para construir a casa onde vive com os dois filhos, usou o dinheiro que ganha da venda de cachorro quente e hambúrguer na comunidade.

A orientação do MTST aos ocupantes é que resistam, mas os que têm mínimas condições procuram um plano B. Jarmelina atravessou o túnel e o Viaduto Tancredo Neves à procura de um terreno. Demarcado com estacas de madeira e plantas, o quadrado de terra será o ponto de partida se não houver outro jeito. “Não vou desistir. Mas não posso deixar meus netos na rua”. A retirada foi pedida à Justiça pelo município, pois a presença das casas pode representar riscos ao túnel. A Secretaria de Infraestrutura e Habitação e a Secretaria de Saneamento do Recife executam, atualmente, obras de conclusão de 1.293 moradias em 10 conjuntos habitacionais com novo padrão de qualidade, nas zonas Norte, Sul e Oeste, além da região central. Na atual gestão foram entregues 12 conjuntos com 1.346 unidades.