LOCAL

OLINDA » Investigação sobre ódio avança

Publicação: 12/10/2017 03:00

A Polícia Civil prendeu um suspeito de participar da invasão e destruição do terreiro Ilê Oguiã Olabomaxó, em Olinda, durante festa dedicada a Oxum, em 25 de setembro. Maximilen Freitas da Silva, 31, foi detido no Varadouro, na segunda-feira. Segundo o delegado Renato Gayão, o suspeito foi identificado depois que populares o viram voltando para casa após o crime, com uma arma de fogo. A polícia investiga outros três participantes. Se condenado, Maximilen responderá por crimes de ódio, injúria racial, roubo qualificado e tentativa de homicídio. Durante a ação, os bandidos quebraram vasos considerados sagrados para a religião, atiraram em caixas de som para interromper a festa, arrancaram cortinas e tentaram invadir o quarto do Peji, onde ficam os Orixás da religião. Eles causaram pânico entre os presentes e trocaram tiros com um policial.