LOCAL

Camarotes vetados em 20 locais Primeira vistoria ao longo do percurso do Galo da Madrugada apontou áreas com risco de desabamento. Mais duas inspeções serão feitas

Publicação: 11/01/2018 03:00

Por falta de segurança, 20 pontos situados ao longo do percurso do Galo da Madrugada tiveram seu uso vetado, pelo Corpo de Bombeiros, para instalação de camarotes. A primeira vistoria no trajeto da agremiação, que vai comemorar 40 anos de fundação neste carnaval, foi realizada ontem pela corporação, juntamente com representantes do Samu, Emlurb, Compesa, polícias Civil e Militar, e empresas de telefonia móvel e TV a cabo.

Durante os 4,5 km do itinerário, do Forte das Cinco Pontas à Avenida Guararapes, foram mapeados 200 locais a serem fiscalizados quanto à utilização para camarotes e vendas de produtos. Os 20 pontos vetados foram notificados sobre a proibição. Os motivos apontados são risco de desabamentos, ocupação inadequada, inclinações e rachaduras. Outras duas inspeções serão realizadas neste mês.

Trechos com estreitamento de vias, fiações abaixo de 6,5 metros de altura, acessos a camarotes e áreas para atendimento de urgência também foram focos da fiscalização. “Os locais notificados apresentam riscos e precisam ser monitorados. São edificações que podem desabar, que já foram condenadas anteriormente pela Defesa Civil por risco 3 ou risco 4 (grau máximo). Suas estruturas não suportam a ocupação do evento”, explicou o tenente-coronel Erick Aprígio.

O coronel da Polícia Militar Jonas Souza, comandante do Grupo de Trabalho do carnaval, destaca a importância de evitar que materiais se tornem arma durante eventuais tumultos. “Qualquer falha pode fazer com que pedras, madeiras ou restos de construção se tornem fatores de risco”, explica. Souza garante que haverá incremento de policiais no sistema de segurança do Galo da Madrugada.

A delegada Verônica Azevedo, coordenadora da unidade de coordenação da eventos da Polícia Civil, afirmou que a corporação vai manter as estruturas das delegacias como foi realizado nos anos anteriores, e deslocará pessoal para reforço. “Unidades móveis na Travessa do Gusmão, no Recife Antigo e no Metrorec, ponto de grande circulação, serão implementadas”, citou.

O vice-presidente do Galo da Madrugada, Rodrigo Menezes, informou que a previsão de concluir a parte estrutural do bloco é uma semana antes do desfile, que acontecerá em 10 de fevereiro, sábado de carnaval. “Terminada essa etapa, nos preocuparemos com a parte interna, ainda que não nos envolvamos na construção de estruturas particulares”.