LOCAL

Estados se unem por adutora Governo de Pernambuco abriu licitação para construção de sistema e firmou convênio com a Paraíba para possibilitar a captação da água

Publicação: 13/01/2018 03:00

O governador Paulo Câmara assinou na sexta-feira, em Santa Cruz do Capibaribe, a autorização para iniciar o processo licitatório da Adutora do Alto Capibaribe. A partir do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco, vindo do Rio Paraíba, o sistema levará água para oito cidades pernambucanas, beneficiando 230 mil pessoas. Serão investidos R$ 82 milhões. O gestor estadual também visitou a cidade de Barra de São Miguel (PB), onde assinou convênio de cooperação técnica e administrativa com o governo paraibano, para permitir a captação de água. A parceria inclui o desenvolvimento de estudos voltados a melhorar o abastecimento das regiões de divisa entre os estados.

“Esperamos iniciar as obras da Adutora do Alto Capibaribe nos próximos três meses. A partir disso, temos a possibilidade de, no início do ano de 2019, fazer com que as oito cidades sejam abastecidas, e isso é um fato fundamental porque já são sete anos de seca. Por isso, tivemos que buscar alternativas e trazer água a partir da Adutora do Alto Capibaribe do eixo da Transposição vindo da Paraíba”, destacou o governador pernambucano. “Foi a solução mais rápida e barata e que beneficiará, ao mesmo tempo, Pernambuco e Paraíba”, acrescentou.

A primeira etapa da obra contempla a implantação das adutoras, iniciando com a captação no Rio Paraíba pelo Eixo Leste da Transposição, com 51 km de extensão até a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, onde será interligada às adutoras do Agreste e de Jucazinho. Além das oito cidades pernambucanas, o município de Barra de São Miguel também será beneficiado. A segunda etapa contempla a construção de estrutura estacionárias ao longo da adutora.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) poderão adotar providências para colocar em prática os estudos desenvolvidos através do acordo. Anualmente, os órgãos estaduais deverão elaborar relatórios de desempenho com as metas e resultados alcançados no ano anterior. O convênio terá uma vigência de 12 meses, sendo renovado automaticamente salvo manifestação contrária de alguma das partes.

“É muito importante o que nós estamos celebrando aqui hoje. A adutora vai ser feita pelo governo de Pernambuco e Santa Cruz do Capibaribe e mais sete cidades haverão de ter o direito à água. O que nós precisamos é olhar para o Nordeste e fazer com que essa água chegue a todo canto, ou seja, é a solidariedade e a fraternidade que tem que acontecer”, ressaltou o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. Ele destacou que “é preciso união, solidariedade e fraternidade para resolver problemas seculares como o da seca no Nordeste”.