LOCAL

O menos violento dos últimos 19 meses Os 366 homicídios de março deste ano só estão acima das estatísticas de agosto de 2016. No dia 30, não houve assassinato no Grande Recife

Publicação: 16/04/2018 09:00

Em março, os homicídios tiveram a menor incidência dos últimos 19 meses em Pernambuco. Os 366 casos do mês passado só estão acima das estatísticas de agosto de 2016, quando houve 362 mortes violentas. Em comparação a março de 2017, quando se contabilizaram 551 homicídios, a redução foi de 33,58% (ou 185 assassinatos a menos). Esse foi o terceiro mês seguido de 2018 com declínio dessa modalidade criminosa em relação aos mesmos períodos do ano anterior. Outra importante diminuição registrada foi a de 43% no número de feminicídios no estado, que passaram de sete, em março de 2017, para quatro em março deste ano. Os dados foram disponibilizados ontem pela Secretaria de Defesa Social (SDS).

O relatório aponta ainda que os casos de estupro no período caíram 18,72% em relação ao ano passado, tendência já observada em janeiro e fevereiro. Em março do ano passado, 203 vítimas desse tipo de crime registraram queixa. Um ano depois, 165 recorreram à polícia para denunciar.

De acordo com a análise, as principais motivações para os homicídios continuaram a ser o envolvimento com o tráfico de drogas, acertos de contas entre quadrilhas e outras atividades criminosas. Essas causas tiveram relação com 72,4% dos óbitos. Segundo a SDS, dos 366 registros, apenas cinco, ou 1,4% do total, foram resultado de algum tipo confronto com policiais.

Em março, 89 municípios pernambucanos não registraram homicídio e 76 apresentaram reduções. No dia 30 do mês passado, a Região Metropolitana do Recife, composta por 15 cidades, não teve nenhum assassinato. Na capital, a redução entre os marços deste e do ano anterior foi de 41,1% (56 em 2018, contra 95 em 2017). O feriado da Semana Santa (de 30 de março a 1º de abril) foi o menos violento desde a criação do Pacto pela Vida, em 2007. Com 21 CVLIs, esse período de 2018 teve 63% de queda nos homicídios em relação à Semana Santa de 2017.

“Recebemos essa queda nos homicídios em praticamente todo o estado, pelo terceiro mês consecutivo, sem qualquer comemoração, pois ainda estamos longe dos nossos objetivos, que são poupar o máximo de vidas que pudermos e aumentar a tranquilidade e sensação de segurança dos pernambucanos, do Litoral ao Sertão”, avaliou o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua.

APREENSÕES
Durante o último mês de março, as polícias de Pernambuco apreenderam 18,5% mais armas do que em fevereiro. Foram 569 armas retiradas de circulação, 89 a mais do que no mês anterior. O número de pessoas presas em flagrante também tem crescido, passando de 2.180 autuações em janeiro para 2.756 em março. Em 2017, o Governo de Pernambuco aplicou R$ 4,46 bilhões na SDS. Para este ano, a previsão de orçamento está em R$ 5 bilhões.