VIVER

Telinha

Publicação: 11/10/2017 03:00

Loucas é apenas o nome da série

Os primeiros minutos de Crazy ex-girlfriend podem induzir o telespectador a enxergá-la como produção infantil. A impressão se desfaz à medida que a história de Rebecca (Rachel Bloom - também idealizadora e produtora) se desenha. A comédia da CW, cujas duas primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix e a terceira será lançada na sexta-feira nos EUA, tem o time preciso do humor, com sátiras a musicais, aos excessos de relacionamento, desconstrução de conceitos machistas retratados no cinema e na TV. A série é prova de quando a qualidade subverte a lógica financeira. A audiência na TV norte-americana foi inexpressiva, mas o acúmulo de críticas positivas e indicações e vitórias em prêmios como o Globo de Ouro justificaram a renovação.

O seriado acompanha a advogada Rebecca, que rejeitou proposta promissora de trabalho no escritório após reencontrar ex-namorado da época do colégio. Para ela, o reencontro é sinal de felicidade. Josh (Vincent Rodriguez III) se muda para a Califórnia e Rebecca decide fazer o mesmo. Mas a história não é sobre uma mulher que abdica da carreira promissora para ir atrás de um homem. A comédia reforça discursos feministas. O próprio título ironiza a ideia de que ex-namoradas sempre são “loucas”. Ao descobrir que Josh tem uma namorada, Rebecca tenta se aproximar dela, em vez de rivalizar.

O seriado apresenta números musicais, válidos até para quem não aprecia o gênero. As letras ironizam as situações dos personagens e mostram o quanto Crazy ex-girlfriend é uma comédia inteligente. As referências vão de produções fora do segmento do humor, como Breaking Bad, a clipes do universo pop. No terceiro ano, Rebecca volta decidida a se vingar do ex-namorado. No Brasil, ainda não tem data confirmada de estreia. (Fernanda Guerra)

"A série é um musical, pode virar esquete, território bobo, mas quando queremos que seja dramático, precisa ser”
Rachel Bloom, em TheWrap

SÉRIE
Por dentro de um campeão

Os bastidores da Juventus, time de futebol italiano, serão revelados em nova série da Netflix. Ao todo, serão quatro episódios de uma hora cada retratando tanto a vida pessoal quanto a profissional dos “personagens mais envolventes” do clube. A previsão de estreia é para o início do ano que vem. Jogadores e técnicos serão acompanhados nos campos, treinos, nas reuniões e longe dos gramados, em casa e nas viagens. A proposta é “dar ao público entendimento detalhado da rotina do clube”.

Riverdale em 22 episódios
Com exibição simultânea aos EUA, a segunda temporada de Riverdale estreia hoje, às 21h40, no Warner Channel. A sequência possui 22 episódios.

FILME
Últimos anos do Rei do pop

O filme Michael Jackson: À procura de Neverland será exibido hoje, às 21h10, no Lifetime. O Rei do Pop é interpretado pelo cover número 1 do artista. A história é narrada a partir da visão dos seguranças.