Ciência e Saúde

Porta de entrada para os amadores

Publicação: 07/10/2017 03:00

Apesar da popularidade dentre os competidores de rendimento, o Power34 Recife também agregará muitos atletas com um perfil mais iniciante. São aqueles atletas que pedalam e correm para manter a saúde em dia, mas ainda não competem em alto nível. Para eles, a grande vantagem do evento está em aproveitar o dia e testar a resistência na corrida.

Uma dessas atletas é Marianne Barbosa. Apesar de já ter participado de corridas de rua, a educadora física vai encarar pela primeira vez uma prova com transição de modalidades. A expectativa para o Power34 Recife é a melhor possível. “Pedalada e corrida são minhas modalidades preferidas, então um esporte que junta as duas é muito bom. E esse desafio de voltar a correr depois de ter feito uma prova de ciclismo puxada é inédito para mim”, diz a corredora.

As categorias do Power34 são para todos os gostos e capacidades. A classe que Marianne vai participar é a Mini-sprint, que conta com uma bateria de 2,5 km de corrida, seguida por 10 km de bicicleta e mais 2,5 km de corrida. Distância que ela acredita que pode ser a “porta de entrada” para o esporte.

“O tamanho dessa prova é ideal para quem está começando. Caso eu me sinta confortável com esse percurso, pretendo evoluir posteriormente para as categorias mais longas, inclusive em outras edições da corrida”, coloca. “O alto nível de organização e a junção das modalidades que eu mais gosto de fazer, foi a oportunidade ideal para começar no duathlon”, finaliza.