DECORAÇÂO

Mude, mas não esqueça a sua história Aquela mobília que está esquecida em um canto da casa tem solução e pode mudar qualquer ambiente

texto: Gabriela Bento
Especial para o Diario
gabriela.bento@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 02/09/2017 03:00

Quem já tem o seu cantinho geralmente está em busca de novas aquisições para compor o seu lar. Mudar uma coisa ou outra faz parte, mas muitas vezes o desejo é deixado de lado por requerer altos investimentos. Entretanto, você pode considerar aquele móvel que está esquecido e tentar reformá-lo. É possível mudar ambientes com pequenos toques. Muitas coisas podem ser reaproveitadas e, dessa forma, você ganhará uma mobília renovada e carregada de histórias. Peças de madeira, por exemplo, podem servir a várias gerações, porém com “roupas” diferentes, basta ter paciência e cuidar com amor.  

Moradora da Cidade Alta, a dentista Valéria Acampora resgatou duas poltronas de um lixo especial. “Encontrei as cadeiras e um sofá na frente da casa de um médico geriatra que cuidou da minha mãe por 15 anos. Peguei as poltronas, elas me trazem boas lembranças”, explica.

Valéria salvou as cadeiras, mas demorou um poucos para usá-las, pois estavam desgastadas e precisavam de um upgrade. “Fiquei um bom tempo com as peças paradas. Tentei reformá-las em um lugar, mas não deu certo. Mas finalmente consegui restaurá-las com uma estampa incrível”, complementa. As poltronas tinham características tão fortes que a Wunderbar, empresa que conseguiu renovar o estofado das peças, ficou com uma delas para estudos. “A equipe da loja que fez o serviço ficou com um exemplar para se aprofundar na recuperação desse tipo de mobília, mas depois eu a terei de volta”, comenta a dentista.

A designer e empresária Renata Jatobá morou 15 anos em Berlim e percebeu que lá, na Alemanha, as casas possuíam alma e muita personalidade. “Aqui é cada vez mais comum vermos casas que eu chamo de showroom. É recorrente encontrarmos residências padrão, sem objetos pessoais, que, se trocarmos as fotos dos portas-retrato, qualquer um pode morar ali”, critica. Após a experiência na capital alemã, Renata voltou para o Recife com uma ideia na mala. Se depender da empresária, as casas não terão mais as mesmas caras. “Vim para casa com cinco caixas de tecido que comprei pelo mundo. Peguei uma poltrona enorme do meu avô e reformei. Assim surgiu o projeto de restauração da Wunderbar. Repaginamos casas sem jogar fora o passado de ninguém”, complementa.   

Transformar peças em móveis mais contemporâneos são uma solução, mas mantê-las com características originais também pode ser uma boa ideia. O importante é deixar a casa com personalidade e imprimir o seu estilo. Quando a dona de casa Rosemary Andrade foi morar na casa nova, em 1992, a sogra perguntou o que ela gostaria de ganhar de presente, então pediu algo inusitado, mas que queria muito. “Eu pedi a cristaleira e o guarda-roupa. Eles são de 1919. A minha sogra reclamou, ficou horrorizada, chamou as peças de velhas e não queria me dar. Mas eu fiz questão”, esclarece. Talvez o pedido não fizesse muito sentido para família e para a casa nova, mas Rosemary deu um jeito. “Levei as peças no marceneiro, mas não mudei muita coisa. O guarda-roupa virou um bar. As peças estão até hoje na minha casa”.

Segundo o marceneiro Marcelo Pereira, que trabalha com antiguidades há 30 anos, os clientes que possuem mobílias mais clássicas costumam não modificar tanto os objetos. “Geralmente, nos móveis mais antigos só é preciso remover o verniz velho, colocar alguma peça no lugar e envernizar novamente. Deixo o mais original possível”, explica.

Serviço

Wunderbar

Rua Marquês do Paraná, 109, Espinheiro - Recife
Telefones: (81) 99949-9700
4101-1810

Marcelo Antiguidades

Rua Alameda do Ipê, nº 48, km 6,
Chã de Peroba, Aldeia - Camaragibe
Telefones: (81) 98774-5718
98125-5787

Faça você mesmo
  • Embora seja possível procurar profissionais que possam recuperar a sua peça, você também pode se aventurar em um projeto próprio. A artesã Carmem Jeanette Amaral deu algumas dicas:
  • Lixe a peça, assim você conseguirá chegar à base dela e poderá iniciar qualquer tipo de trabalho.
  • Pinte a peça. Você pode ousar na cores ou simplesmente manter o tom original passando apenas uma demão de verniz.
  • Já ouviu falar em decoupage? A técnica pode deixar o seu móvel incrível e é simples de fazer. Você pode investir em guardanapos com estampas divertidas ou mais clássicas.
  • Gostou da atualização, mas quer que o móvel traga um estilo mais antigo? Use betume para envelhecê-lo novamente.
  • Ainda é possível usar a técnica patina para obter um aspecto de móvel riscado e antigo. Para realizar o procedimento, passe uma vela na peça e uma tinta por cima. Branco e azul claro remetem a móveis mais clássicos. Betume também é bem-vindo nesse método.