Educação e Religião

As soluções

Publicação: 03/02/2018 03:00

Uma pesquisa inédita do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), realizada em 2017, ouviu mães recifenses sobre a mobilidade delas e dos filhos. O estudo qualitativo O acesso de mulheres e crianças à cidade é o primeiro da instituição com enfoque em questões de gênero do Brasil e mostrou que as mães, principalmente as de baixa renda, enfrentam dificuldades para se deslocar usando o transporte público com as crianças.

Segundo o levantamento, em geral, os deslocamentos dos filhos das entrevistadas para creches e escolas são feitos a pé, acompanhados por um adulto. “Nos casos em que a escola fica longe e que precisam usar o transporte público, enfrentam problemas, como a demora, os atrasos, a dificuldade para sentar, entre outros”, pontua.

O estudo, apresentado ao Instituto da Cidade Pelópidas Silveira e à Secretaria de Mulheres do Recife nos dias 15 e 16 de janeiro, respectivamente, enumera ainda seis propostas para diminuir os obstáculos. São elas: aumentar a oferta de vagas em creches públicas; criar creches em horário integral; manter adequadamente  espaços públicos de lazer; implementar parques e ruas de lazer em todos os bairros; criar espaços de cultura em todas as áreas da cidade e elaborar e implementar calendário de eventos de cultura e lazer em praças e parques.