LUGAR CERTO

Sustentabilidade em Camaragibe MRV lançou um condomínio que promete utilizar luz solar e bicicletas compartilhadas

Publicação: 14/09/2017 03:00

A sustentabilidade tem entrado em voga há tempos. Mas cada vez mais vem se inovando e se fazendo presente. A novidade da vez é que Camaragibe se tornou palco de um condomínio que utiliza, para certas atividades, energia solar. E os moradores podem fazer uso de bicicletas compartilhadas. Trata-se do recém-lançado Parque Real Garden, da MRV Engenharia. O empreendimento faz parte da linha Eco da Companhia.

O terreno, com área total próxima aos 29 mil m2 e com mais de 7,6 mil m2 de mata preservada, sendo a área verde total do condomínio de 12.250 m2, recebeu edifícios com três andares sem elevador e um bloco com quatro andares com elevador. Os apartamentos, com metragem de 42,53 m2 e 46,46 m2 (adaptado para pessoas com necessidades especiais), têm dois quartos e uma vaga de garagem cada. “São unidades no padrão que já temos no estado, mas o grande diferencial do Real é o projeto inovador e pioneiro nessa linha aqui, que é a Eco”, avalia o gestor comercial da MRV Engenharia em Pernambuco, Diogo Lemos.

O Real Garden vai ser entregue já adotando a tecnologia fotovoltaica, ou seja, os telhados dos empreendimentos vão receber a instalação dos painéis. Eles transformam a energia solar em elétrica, que é distribuída para os equipamentos de iluminação das áreas comuns dos moradores. Essa energia gerada vai entrar como saldo e será abatida da conta de luz mensal. “É um valor que pode cobrir a quase totalidade da conta de energia do condomínio, além de ser um consumo completamente limpo e adequado à nossa realidade ambiental”, defende Diogo.

Outra novidade do empreendimento diz respeito ao incentivo para o transporte menos poluente e econômico, com o projeto de bicicletas compartilhadas. A MRV vai entregar o residencial com elas. Elas funcionam da mesma forma que os carrinhos de compras, retirados pelos condôminos com um cartão magnético. O empreendimento conta ainda com preparação para receber conectividade wi-fi nas áreas comuns, tomadas com entrada USB, sistema de segurança e medição individualizada de água. Um novo design também fará parte do projeto, trazendo todo o acabamento em ecogranito.

A construtora realizou melhorias nas áreas públicas, como a pavimentação de ruas que dão acesso ao condomínio recém-lançado.

Os apartamentos possuem estimativa de preço de R$ 138 mil e vão poder ser financiados pela Caixa Econômica Federal (CEF), com subsídio de R$ 21 mil. Além disso, a MRV está parcelando a entrada em até 60 vezes e oferecendo isenção nas taxas de Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e as do cartório. O objetivo é atender o público jovem, que busca sua primeira moradia independente ou famílias que desejam sair do aluguel.