VRUM

SH 150 vai dar o que falar Scooter chega para disputar com o primo PCX e Yamaha Nmax 160. Conforto e segurança são destaques. Vendas começam em breve

Wagner Souza
Especial para o Diario
wagner.antonio@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 20/04/2017 09:00

Motocicleta chega nos próximos dias no mercado e custará a partir de R$ 12 mil. Para a segurança estão disponíveis ABS nos discos de freio de série e rodagem de 16 polegadas (fotos: Honda/Divulgacao)
Motocicleta chega nos próximos dias no mercado e custará a partir de R$ 12 mil. Para a segurança estão disponíveis ABS nos discos de freio de série e rodagem de 16 polegadas

“Cidade maravilhosa, cheia de encantos mil...". Quem já foi ao Rio de Janeiro certamente deve concordar com o hino da cidade que ressalta as belezas naturais do lugar. Foi pensando nisso que a Honda escolheu a terra carioca para lançar o novo scooter SH 150i. Morros, praias e árvores serviram de plano de fundo para o desfile da mais nova aposta da montadora no mercado brasileiro. Disponível apenas na versão com freios ABS, a motocicleta estará à venda a partir do final de abril em toda a rede de concessionárias da montadora. Com preço sugerido de R$ 12.450, a novidade conta com opções nas cores azul escuro perolizado, prata fosco e azul claro perolizado.

Com um design mais europeu, são nítidas as elegantes linhas de sua silhueta. Na traseira, há espaço e boa comodidade, com destaque para as pedaleiras bem dimensionadas e o suporte ergonômico para o garupa.

Apesar de possuir a mesma cilindrada do PCX, que é o produto de entrada da montadora no segmento, o SH 150i possui algumas particularidades que o diferem do seu “primo”. Uma de suas principais características é o assoalho de apoio dos pés totalmente plano, que libera mais a movimentação das pernas durante a pilotagem. Além de oferecer mais espaço para carregar pequenos volumes, o vão livre também é uma vantagem na hora de se posicionar no assento, uma vez que a disposição dos membros inferiores fica facilitada com um espaço maior.

Outro detalhe do novo scooter está na proteção. O conjunto de freios, tanto na dianteira quanto na traseira, conta com disco de 240mm e sistema antitravamento ABS. As rodas de 16 polegadas, que passam uma sensação de segurança para o condutor, principalmente em situações de piso irregular, também estão presentes. Sua estrutura foi dimensionada com chassi rígido do tipo Underbone e estrutura em aço, que garante equilíbrio e leveza ao rodar. De acordo com a montadora, o projeto foi desenvolvido para garantir que a maior parte do peso do conjunto fique centrada na parte de baixo do scooter, de forma a privilegiar a estabilidade e o centro de gravidade do modelo.

Seu conjunto mecânico está equipado com um propulsor monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft). A potência máxima de 14,7 cavalos a 7.750 rpm e o torque máximo de 1,40 kgf.m a 6.250 rpm garantem boas respostas no acelerador. Inclusive, o modelo é mais agressivo que a PCX, tendo um poder de reação maior durante uma largada.

A tecnologia também marca presença no scooter. O SH 150i possui o sistema Idling Stop, que desliga o motor automaticamente em situações que seu uso não é necessário, como paradas de semáforo, por exemplo. Para acionar novamente basta acelerar. A técnica é idêntica ao sistema start/stop da PCX, que tem como resultado a economia de combustível.

O grande desafio do SH150i é desbancar o modelo de mesma cilindrada da Honda e o Yamaha Nmax 160, os quais dominam o segmento. Por outro lado, o novo scooter chega bem para essa disputa, com características que podem agradar muita gente, mas os concorrentes não são fracos. Resta aguardar para ver quem vai sair ganhando.

Ficha técnica
Motor: 150 cc
Transmissão: Automática CVT
Torque: 1,4 kgfm a 6250 rpm
Combustível: Gasolina
Peso: 129 kg