VRUM

Auto Motor

por Jorge Moraes
jorge@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 07/10/2017 09:00

O barato que conta

A jogada da Renault deu certo. O Kwid chegou com pouco mais de 10 mil (10.358) carros na grade de emplacamentos e deu para a marca a posição de número quatro no ranking passando a Ford e colocando seu carro de R$ 36 mil como vitrine no novo ciclo de crescimento do Brasil. O preço do carro de entrada por aqui, com ar-condicionado, ABS e bolsas infláveis obrigatórios não ficou tão mal  assim. Na minha opinião, se a Fiat for a mais rápida vai dar uma retrabalhada no Mobi e correr atrás. Os carros na escala de produção atual da indústria até que permanecem na faixa dos US$ 12 mil (lembrando que no Plano Real os ditos populares custavam US$ 10 mil praticamente pelados). Mudamos para melhor? Sim. Porque o mercado passou a ser controlado por um comprador mais esperto,  exigente. O setor de automóveis do Brasil permanecerá nos próximos cinco anos (previsão conservadora) com foco nos carros compactos de baixa cilindrada e se for maior, não tem jeito, é SUV. O que vai acontecer para tornar o modelo inicial mais atraente, menos básico, além do design é o ingresso da tecnologia, da mobilidade a bordo. Uma nova filosofia que conecta o mundo mobile, dos smartphones, à realidade global que toma conta do segmento que representa mais de 50% do setor no país. Os fabricantes estão atentos ao movimento que não tem idade para ganhar adesão. A teoria prova a crescente procura pelas centrais multimídia e ferramentas de comunicação com o mundo atualizado e menos obsoleto por aqui. Instrumentos de navegação associados à rede 3G e 4G das operadoras ganharam a preferência do público conectado comparados aos velhos GPS, fora de moda.  Um novo começo, uma nova história, a criação de novos automóveis, diferentes e melhores mesmo que sejam compactos.

E na Toyota...
Japoneses resolveram alinhar o preço do Rav-4 para a faixa dos R$ 140 mil e no dia 27, no Recife, vão fazer a apresentação da Hilux e SW4 modelos 2018. A picape Hilux também irá ganhar a série especial Challenge.

Auto Motor
Domingo na TV Tribuna e nas telas da Band Piaui, Alagoas e Rio Grande do Norte, o Auto Motor mostra as principais notícias do momento e exibe também como foi a participação da Porsche no IAA 2017 (Salão de Frankfurt). Hoje, sábado, na Rádio CBN, entrevisto no CBN Motor, o diretor da Toyota, Ricardo Bastos, que fala de híbridos, elétricos e sustentabilidade nesse segmento.

Disnove Nissan
A revenda mudou de dono e deixa de fazer parte do grupo de “Seu lau” e passa para a administração de Humberto Nunes Filho. Ele tem bagagem de sobra e treinamento da rede Chevrolet Auto Nunes. O nome será mantido pelos próximos 60 dias.

Aposta
Eraldo Júnior passa a ter tempo de sobra para dirigir a Disnove Volkswagen, foco da empresa que entrou com resistência para surfar a onda da nova Volks do Brasil e sua meia dezena de novos produtos que estão chegando a partir de novembro e até o fim de 2018.

De volta
Quem brinda o embalo das vendas do Cooper no Recife é Renan Rego. O diretor da Sael BMW trabalhou muito para retomar o mercado dos notáveis tanto entre os novos quanto nos seminovos..

Citroën
Fred Galvão, diretor da divisão francesa do grupo ADTSA, com foco no crescimento da marca francesa que certamente ganhará como “presente” a produção do genial C4 Cactus na planta do Rio de Janeiro. Modelo deverá ser equipado com o 1.2 de 90 cavalos de potência. Um motor e tanto!

Honda regional
Elpídio e Maria Teresa Martins receberam ao lado de André Almeida a comitiva da Honda Brasil para o lançamento do novo Fit. A empresa esteve representada por Sérgio Bessa, Marcel Della Barba e Fábio Bonatto.

Recall da Toro
Fiat anunciou a chamada da sua picape mais procurada. De acordo com a marca,  são esperados 223 exemplares para reparos. O defeito se localiza no sistema de injeção do motor. O principal problema que pode ocorrer é a perda de força em alguns casos.

Greve mantida
A greve na fábrica da Chery, em Jacareí, completou uma semana na última quinta-feira (5). Cerca de 400 metalúrgicos aderiram à paralisação em reivindicação por reajuste salarial. Com a greve, a produção está parada em todo o país. A planta é responsável por produzir cerca de 30 veículos por dia dos QQ e Celer. E o SUV Tiggo está bem perto de ser feito na planta.

Produção em ascendência
A Anfavea liberou os números em relação à produção de veículos no Brasil. Em um comparativo com setembro do ano passado, houve um aumento de 39,1% no mesmo mês deste ano. No total foram produzidos 236.994 unidades. No acumulado do ano, de janeiro a setembro, o crescimento foi de 27%.