Yaris entrou no jogo Toyota aumenta o seu lineup no Brasil com uma nova opção, com cinco versões de acabamento, que deve agradar a todos

Publicação: 09/06/2018 09:00

Seis anos se passaram desde o último lançamento da Toyota no Brasil. Quem não lembra do quão aguardada foi a chegada do Etios que, no auge dos seus R$ 30 mil, chegou para popularizar, de certa forma, a marca e estremecer o mercado dos carros de entrada. Mesmo com o visual polêmico, o carro conseguiu, ao longo da sua trajetória, levar números significativos de emplacamentos para a montadora. Agora é chegada a hora de conversar com o segmento dos compactos. Yaris entrou no jogo. A Toyota quer mostrar que está pronta para liderar nessa disputa - como faz há muito nos sedãs médios com o Corolla, ou o carro mais vendido do mundo. E deve conseguir atingir esse alvo. O Yaris é, no mínimo, simpático.

O carro tem design global e já é comercializado em outros mercados. Mas os mais entusiastas pela marca vão olhar para ele e ter uma impressão de ver o Corolla da geração passada. Não o farão errado. A grade frontal e a disposição dos faróis não são inéditas na montadora. Mas o fator não deixa o carro com pontos negativos. É que o conjunto da obra faz valer os quase R$ 60 mil iniciais para obtê-lo. O veículo tem dinamismo no visual e a traseira dispensa predicados, ela é linda - principalmente se a comparação for com o primo caçula, o Etios.

O modelo conta com os motores 1.3 e 1.5 que já equipam o Etios. Mas a opção sedã só sai de fábrica com o mais potente, que rende 110 cv. O propulsor 1.3 fica na casa dos 101 cv. As opções de transmissões ficam a cargo da manual de seis velocidades e a CVT. As versões de acabamento são cinco. São elas XL manual e XL CVT, XL Plus Tech CVT (motor 1.3), XS e XLS, estas com câmbio CVT e motor 1.5.

Voltando ao quesito estética, o carro possui o design global, o Keen Look, que é uma expressão inspirada no olhar focado de um atleta de alto rendimento antes de uma competição. Mas, tecnicamente falando, a dianteira destaca os faróis e a grade superior é pintada de preta nas versões XL e XL Plus Tech. Nas opções XS e XLS, ela possui um friso cromado que dá o requinte premium.  Tudo é favorável quando o nosso olhar bate na traseira. As lanternas compõem um visual harmônico com as linhas das carrocerias, sendo que, em ambas, o conjunto óptico invade o porta-malas. Na versão XLS, as lanternas são de LED. Vale lembrar que todas as opções do Yaris serão comercializadas com rodas de liga leve de 15”.

Conforto e tecnologia na estrada

A suspensão do carro deve ser um diferencial. É que ela foi projetada para evitar batidas secas quando a roda desce ao limite do curso do amortecedor. Além disso, para o Brasil, a montadora aumentou a altura da suspensão em 13 mm, em comparação ao projeto global do Yaris. Com isso, o carro está apto para encarar o perfil de solo brasileiro. Na traseira, foi adotado o eixo de torção com barra estabilizadora.

Já testamos o carro por cerca de 60 km e uma coisa podemos garantir: o silêncio dentro da cabine e o espaço interno são um dos pontos altos do veículo. Além disso, dentro da cabine, para melhorar o conforto, tem que perceber que o acabamento é primoroso. Na versão XLS, a topo da gama, o carro vem com teto solar elétrico e bancos de couro. Todas as opções contam com apoio de braços para o motorista e o passageiro - o que muitas montadoras esquecem em modelos de segmentos maiores. As opções de entrada tem uma pequena tela no painel para informar itens como combustível e termomêtro do motor. Já na XS e na XLS, o computador de bordo conta com uma tela de 4.2” com tecnologia TFT colorida e de alta resolução e mais funções, como histórico de viagem, de consumo a cada cinco minutos, de consumo mensal (km/l) x distância e histórico mensal de valor (R$) x consumo (litros) e ranking de eficiência em que é possível elencar os três melhores períodos de economia de combustível.

A lista de itens de série pode ser vista como um grande diferencial do veículo. É que desde a versão de entrada XL de câmbio manual, a linha traz de série computador de bordo, comandos no volante, descansa-braços dianteiro, controle de estabilidade (VSC), tração (TRC) e assistente de partida em rampa (HAC). Em todas as versões o carro é equipado de fábrica com os vidros e travas elétricos, controle de estabilidade, tração e assistente de subida em rampa, faróis com regulagem elétrica e acendimento automático, roda de liga leve de 15” e faróis de neblina.

O carro pode ser encomendado a partir de hoje nas concessionárias da marca, mas a sua produção no Brasil só começa no próximo dia 15.

PREÇOS

Hatchback


XL 1.3L 16V manual
R$ 59.590,00

XL 1.3L 16V CVT
R$ 65.590,00

XL Plus Tech 1.5L 16V CVT
R$ 69.590,00

XS 1.5L 16V CVT
R$ 74.590,00

XLS 1.5L 16V CVT
R$ 77.590,00

XL 1.5L 16V manual
R$ 63.990,00

Sedã

XL 1.5L 16V CVT
R$ 68.690,00

XL Plus Tech 1.5L 16V CVT
R$ 73.990,00

XS 1.5L 16V CVT
R$ 76.990,00

XLS 1.5L 16V CVT
R$ 79.990,00

Ficha Técnica

Motor: 1.3 e 1.5
Potência: 101 cv e 110cv
Comprimento: 4,145 metros (hatch) e 4,425 (sedã)
Largura: 1,730 m
Altura: 1,490 m
Entre-eixos: 2,550 m
Capacidade porta-malas: 310 l (hatch) e 473 l (sedã)
Capacidade do tanque: 45 l
Pacote de revisão: 60 mil km por R$ R$ 2.914,44
Consumo: chega a 14,6 km/l na estrada