ECONOMIA

A bola (de neve) da vez está em Corralco Estação de esqui chilena é uma alternativa diferente para quem gosta dos ambientes gelados na América do Sul

Edilson Segundo (texto e fotos)
edilson.segundo@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 21/01/2017 03:00

Quem pretende viajar pela América do Sul nas férias de julho e conhecer a neve é bom começar a se programar a partir de agora. As temporadas nas principais estações de esqui têm início em junho e se estendem até setembro. Bariloche, na Argentina, e Valle Nevado, no Chile, ainda são os destinos preferidos dos brasileiros que querem esquiar. Mas outra região chilena, pouco explorada e que desponta como nova opção para a prática do esporte na neve fica no sul do país. Temuco, município distante 600 quilômetros da capital Santiago, revela uma beleza de cidade do interior que enche os olhos e acalma a alma pela sua tranquilidade.
Localizada na região da Araucanía, Temuco é ponto de partida para conhecer as mais recentes estações de esqui que ficam em seu entorno. Para este ano, o turismo local aposta como promessa da temporada chilena a estação de Corralco, a 120 quilômetros de Santiago. Para quem sai da capital rumo a Temuco, existem dez voos diários operados pela Latam e Sky Airline. O trajeto tem duração aproximada de uma hora. Para quem vai para Corralco de carro, prepare-se para enfrentar 718 km de estrada.
Alguns hotéis desta região possuem traslado que buscam e deixam o turista no aeroporto, sem precisar parar em Temuco. A viagem é exuberante. A princípio, você poderá perguntar “cadê a neve?”. O que se vê são araucárias. Milhares delas por todo o percurso. O carro com tração nas quatro rodas segue a estrada sinuosa subindo a montanha. Dá para abrir a janela do veículo e sentir o vento gelado e o cheiro de mato úmido. Mas onde está a neve? Quando você menos espera, ela surge margeando a estrada. Um pouquinho aqui. Outro pouquinho ali. E, de repente, tudo fica branco e gélido. Araucárias encobertas pelo gelo, paisagem glacial a seus pés e ansiedade para descer logo do carro e ir curtir aquele tapete branco.
O Centro de Ski e Hotel Valle Corralco está localizado na base do vulcão Lonquimay dentro da reserva nacional Malalcahuello- Nalcas. Impossível não ficar impressionado com aquela montanha branca de tamanho colossal à sua frente. São 2.865 metros de altitude. Pleno, o vulcão entrou em erupção algumas vezes: em 1853, 1887, 1889, 1933, 1940, e a mais recente em 1988. A população local ainda lembra da tragédia que devastou a região e obrigou a saída inesperada dos habitantes de suas casas. Hoje, ele está adormecido e a área tornou-se um dos principais roteiros para quem busca praticar esportes na neva. O motivo é a proximidade com os grandes centros urbanos, além das 29 pistas, seis teleféricos e um enorme escorrego onde é possível descer usando uma boia.
O esqui é a principal atividade recreativa da região. Mas é possível fazer outros passeios no Valle Corralco como subir o vulcão caminhando com raquetes fixadas nos sapatos, fazer trilhas pelos bosques de araucária e se aventurar a bordo de snowmobile (tipo de moto especial que anda sobre a neve). Mesmo com tanto frio, o turista pode relaxar nas águas termais naturais de Malalcahuello (7,5 km, Ruta 975) e Manzanar (11 km, Ruta 181).