EXPLOSES Dezesseis detidos na investigao em Beirute

Publicao: 07/08/2020 03:00

Ao menos 16 funcionários do porto de Beirute e autoridades alfandegárias foram detidos na investigação sobre as duas explosões da última terça de um depósito com toneladas de nitrato de amônio, informou um promotor militar. A cidade, que recebeu a visita do presidente francês, Emannuel Macron, contabilizava ontem 145 mortos e mais de 5 mil feridos. Tratam-se de funcionários do conselho de administração do porto de Beirute e da administração de alfândega e encarregados de trabalhos de manutenção e operários que realizaram trabalhos no armazém.

Segundo as autoridades, as explosões se originaram no depósito onde eram armazenadas há seis anos 2,7 mil toneladas de nitrato de amônio “sem medidas de precaução” necessárias, segundo o primeiro-ministro, Hassan Diab.

“As autoridades portuárias, os serviços de alfândega e alguns serviços de segurança eram conscientes de que ali eram armazenadas substâncias químicas perigosas, mas se responsabilizam mutuamente”, completou Diab. (AFP)