Educao por um mundo com Amaznias

Eduardo Fischer
CEO da MRV&CO e lder de impacto pelo Pacto Global da ONU Brasil
e Paulo Andrade
Presidente do Instituto iungo

Publicao: 06/12/2023 03:00

O fim da floresta Amazônica parece algo distante, mas não será se continuarmos na mesma toada de desmatamento acelerado. O problema, porém, vai muito além do bioma. A Amazônia também é casa de uma enorme diversidade de pessoas, histórias e contextos, que, em comum, são marcados por uma imensa desigualdade.

Lidar com tamanhos desafios demanda medidas estruturais, e a Educação é uma das principais delas. Um caminho promissor é promover o desenvolvimento integral dos jovens como cidadãos conscientes, que vão atuar pela continuidade de políticas públicas e ações concretas de promoção do desenvolvimento sustentável.

Nesse sentido, foi pensado o Programa Itinerários Amazônicos, realização conjunta do Instituto iungo, do Instituto Reúna e da iniciativa Uma Concertação pela Amazônia. A iniciativa tem como objetivo promover a Amazônia em toda sua complexidade nos currículos de Ensino Médio, oferecendo às redes de ensino materiais pedagógicos e formação docente para que os jovens possam aprender, em profundidade, sobre mudanças climáticas, questões sociais, culturais e econômicas da região e os valores tradicionais dos povos favoráveis à conservação da floresta.

O programa foi feito com a participação ativa de educadores, técnicos, lideranças e jovens amazônicos, além de especialistas de todo Brasil. Seu material é aprofundado, mas flexível, pois permite que as redes de ensino o incorporem da forma que for mais adequada à sua realidade educacional, respeitando a autonomia e particularidades de cada estado.

Cuidar da floresta não é responsabilidade apenas dos governos. A parceria com a sociedade civil é apontada como essencial para alavancar as ações rumo aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU nos próximos 7 anos.

Uma Educação de qualidade é essencial para avançarmos em direção às metas e evitarmos uma catástrofe ambiental e social. Possibilitar que os estudantes de todo o Brasil conheçam e ajam a favor da Amazônia é cuidar do planeta.