SUPERESPORTES

Agora só um milagre Sport é goleado pelo Palmeiras e precisa vencer os três últimos jogos para evitar o rebaixamento

Yuri de Lira
yuri.lira@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 17/11/2017 03:00

Fosse mais preciso nas finalizações, o Sport poderia ter saído com um melhor resultado ontem. Tivesse mais pontaria no primeiro tempo, não estaria agora a um triz do rebaixamento. No Allianz Parque, o roteiro da partida foi melancólico. O Leão cansou de perder gols na etapa inicial diante de um Palmeiras que parecia inofensivo. No segundo, o Verdão cresceu, aproveitou suas chances, viu o adversário se desesperar e goleou por 5 a 1. Assim, o Sport completa dez jogos sem vencer na temporada, sendo oito consecutivos na Série A. Para escapar da degola, o time precisa vencer as três rodadas restantes.
Num estádio com menos gente que o comum para ver um Palmeiras sem chance de título,  os donos da casa não se impuseram logo. O Sport teve um início mais positivo. Em intensidade mais alta que a do adversário, mandava no jogo. Com mudanças na escalação, era organizado, marcava bem e atacava na boa. Postura muito diferente da derrota na rodada passada, quando perdeu do Atlético-GO.
Os volantes Anselmo e Patrick davam sustentação para o Leão tramar as jogadas, articuladas por Diego Souza, de volta após defender a seleção brasileira. Mena também era uma válvula de escape importante. Logo começou a “blitz” rubro-negra. Com dez minutos, um cruzamento de Raul Prata, desviado pela defesa, obrigou Fernando Prass a fazer uma defesa incrível. André não aproveitou o rebote. O Sport insistia. DS87 quase faz de falta e depois ainda teve uma chance clara, de cabeça. Prata e André também obrigaram o goleiro alviverde a fazer outras intervenções já perto do fim da etapa inicial. Por sua vez, o Verdão construía só um contra-ataque ou outro, mas nunca levando tanto perigo à meta de Magrão.

GOLEADA
No segundo tempo, bastou menos de um minuto para o Sport criar mais uma chance clara. Foi a vez de Marquinhos desperdiçar. Seis minutos depois, o Palmeiras teve a primeira grande oportunidade. Sem marcação, Keno tentou tirar de Magrão e chutou para fora. A partir daí, o Leão caiu de ritmo, e o Porco passou a “engolir” os pernambucanos. No lance seguinte, Deyverson perdeu outra chance para os paulistas, inacreditável.
A goleada começou a se formar aos 11 minutos. Dudu cruzou e Deyverson abriu o placar: 1 a 0. O Sport sentiu o gol. Acuou-se. O Palmeiras avançou ampliou a contagem após escanteio, aos 18, com Luan. Aos 34, Deyverson fez o terceiro em falha de Henriquez. O Rubro-negro tentou reagir só aos 38. Diego Souza diminuiu. Tarde demais. Dudu fez o quarto, aos 44. O Sport estava muito exposto. Sofreu o quinto aos 46, feito por Keno (ex-Santa Cruz).