SUPERESPORTES

Além dos 100% Apesar do bom começo na Série B, Santa ainda precisa de atuações melhores para ganhar a confiança da torcida

Yuri de Lira
yuri.lira@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 23/05/2017 03:00

Os seis pontos ganhos pelo Santa Cruz nas nas duas primeiras rodadas da Série B não bastaram para convencer a torcida, que continua cismada com o técnico Vinícius Eutrópio e com alguns atletas. Buscando aliar as vitórias a atuações melhores e sem tantos riscos, o Tricolor enfrenta o CRB às 19h15 de hoje, no Rei Pelé. Mesmo sob desconfiança, em Maceió o time poderá alcançar um feito que não repete há 13 anos. Desde 2004, a Cobra Coral não consegue emplacar três triunfos consecutivos nas três primeiras partidas do Brasileirão. A chance apareceu agora nesta Série B.
Apesar das críticas e da relação turbulenta com muitos torcedores, a equipe tricolor vem de uma série invicta de cinco partidas na temporada – dois duelos da disputa do terceiro lugar do Estadual (contra o Náutico), um da Copa do Brasil (diante do Atlético-PR) e os mais dois da Série B. A melhor sequência desde o começo do ano, quando iniciou com quatro empates e quatro vitórias.
Respaldado por esse retrospecto, Eutrópio ignora o baixo rendimento do Santa em campo. Justifica os contestáveis desempenhos do time pela “mini maratona” de oito jogos em 22 dias que os atletas foram submetidos neste mês. O treinador quer mesmo é surfar na onda dos resultados. A ideia dele é somar mais uma vitória para ir conseguindo um pouquinho mais de uma “gordura” que será necessária do meio para o fim da competição. “São desafios.A gente está em um bom momento, temos que superar o nosso desgaste e colocar o nosso modelo de jogo acima do deles”, afirmou Eutrópio.


TABU
Caso vença o CRB e ganhe um pouco mais de “gordura”, o Santa automaticamente quebrará um jejum de mais de uma década. A última vez que o Tricolor começou um Brasileiro com três vitórias foi na Série B de 2004, ao desbancar Joinville (4 a 1), América-MG (2 a 0) e América-RN (1 a 0). Assim como agora, com apenas o segundo jogo da sequência feito em casa. Ironicamente, o clube não teve êxito naquele ano. Classificou-se no G8, mas parou na segunda fase – na época, a competição não era disputada em pontos corridos.

 

 

 

 

[ Time

 

Quatro possíveis mudanças

 

A ideia de Vinícius Eutrópio é que escalação não sofra mudanças. Mas a equipe que iniciou o jogo contra o Guarani pode ter até quatro alterações para enfrentar o CRB. Desgastados após a “mini maratona”, o zagueiro Bruno Silva, o lateral esquerdo Tiago Costa e os volantes Elicarlos e David são dúvidas. Jaime, Roberto, Gino e Wellignton Cézar respectivamente, seriam os substitutos. 

 

 

[ Histórico

 

A sequência do Santa Cruz nas três primeiras rodadas dos últimos Brasileiros

 

Série A 2016    V    E    V
Série B 2015    D    V    D
Série B 2014    E    E    E
Série C 2013    V    D    V
Série C 2012    E    E    V
Série D 2011    V    E    E
Série D 2010    D    V    E
Série D 2009    V    E    D
Série C 2008    D    V    D
Série B 2007    D    V    V
Série A 2006    E    D    D
Série B 2005    E    V    V
Série B 2004    V    V    V

 

 

 

[ Adversário  

 

Invicto há 14 jogos

 

Se o Santa Cruz segura uma invencibilidade de cinco jogos, o CRB não perde há mais tempo ainda. O Galo da Pajuçara está invicto há 14 partidas consecutivas: uma da Copa do Nordeste, 11 do Estadual (no qual conquistou o tricampeonato) e as duas da Série B. Foi derrotado pela última vez em 11 de março, para o rival CSA, por 1 a 0 – no Nordestão. Para enfrentar o Santa Cruz, a única dúvida do técnico Léo Condé é sobre o retorno do ex-Sport Neto Baiano à equipe. O atacante foi desfalque na rodada passada por causa de uma sinusite. Caso não jogue, Maxwell fica em seu lugar.