Bolsonaro quer questões de família no Enem Presidente afirmou que exame precisa incluir ainda reconhecimento ao estado e excluir ideologias políticas e de gênero

Publicação: 09/11/2019 03:00

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta sexta-feira que deseja inserir questões em provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) que “reconheçam” a família, o “valor” do estado brasileiro e não tenham ideologia política e de gênero. Bolsonaro afirmou ainda querer que seja cobrado nas escolas aquilo que os “pais querem” e que interessa ao Brasil.

“Queremos colocar nessas provas do Enem matérias onde a grande maioria reconheça a família. Reconheça o valor do Estado brasileiro. Respeite as crianças na sala de aula. Sem ideologia política ou de gênero. Queremos que a garotada estude, sim. Sabendo que o que lhes será cobrado neste será aquilo que os pais querem. E aquilo que interessa ao Brasil”, disse Bolsonaro

Ele discursou em evento em Goiânia, capital de Goiás, para entrega de 214 ônibus escolares a 133 municípios do estado. A compra dos automóveis custou R$ 43,3 milhões, segundo o Ministério da Educação. O presidente disse que conversou com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre mudar o conteúdo de livros didáticos. Segundo presidente, as novas edições devem ser entregues principalmente em 2021.

O Ministério da Educação reforçou o horário de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Participaram do primeiro dia de prova, domingo passado, cerca de 3,9 milhões de estudantes.

Neste domingo, eles fazem as provas de matemática e ciências da natureza. Os portões serão abertos 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. As provas começam a ser aplicadas às 13h30 e vão até as 18h30. Os participantes terão meia a hora a menos que no domingo passado (3), quando fizeram as provas de redação, linguagens e ciências humanas.

Dadas as diferenças de fuso horário no Brasil, candidatos que farão a prova em sete estados vão responder as questões até duas horas antes do horário da capital do país.

O acesso à sala de provas só será permitido com a apresentação de documento oficial de identificação com foto, conforme previsto em edital. A lista completa dos documentos aceitos está disponível na página do Enem.

O Instituto Nacional de Pesquisas e Estudo Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que o participante leve o Cartão de Confirmação da Inscrição impresso, que pode ser buscado na Página do Participante e no aplicativo do Enem. (Com agências)