Subscrevendo

José Luiz Delgado
Professor de Direito da UFPE

Publicação: 24/04/2019 03:00

Convencido de que uma coisa foi 1964 e, outra, o que fizeram daquele movimento, ou o que ele terminou sendo, e convencido também de que a ruptura constitucional de 1964 literalmente salvou o Brasil – não me sentia, porém, à vontade com a iniciativa de uma comemoração oficial do 31 de março. Parecia-me provocação desnecessária, não se devendo dar pretexto a contestações, agitações, pol&e...