"É preciso tomar as rédeas dos problemas" Deputada Federal e pré-candidata à Prefeitura do Recife, Marília Arraes disse que é preciso buscar soluções independentemente de posições

Anna Tenório
especial para o Diario
anna.tenorio@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 01/08/2020 03:00

Os efeitos da pandemia da Covid-19 na economia do Recife ainda devem ser prolongados, tornando-se um desafio para o próximo prefeito da capital. Para Marília Arraes (PT), deputada federal e pré-candidata à prefeitura, as limitações de receita podem ser atenuadas com articulações políticas com o governo federal e estadual, de forma a investir na “captação de recursos” e na construção de uma “política de relação internacional sólida”.

“O que a gente tem visto é que o Recife não tem sido bom nessa captação de recursos. Nenhuma adversidade política tem que ser maior do que o interesse do Recife. A gente vê a gestão culpando. No início, era a gestão da presidente Dilma porque rompeu com o PT. Depois, apoiaram o impeachment, saiu Dilma, entrou Temer, eles lá naquela timidez se ficavam na base do governo ou não, depois começaram a culpar Temer. Agora, culpam Bolsonaro. Daqui a pouco, estão culpando o povo do Recife por não ter conseguido recurso”, disse Marília. “Então é preciso tomar as rédeas dos problemas e buscar soluções independentemente de serem adversários políticos ou não. Não vou ter nenhuma dificuldade em bater na porta do governo federal, do governo do estado, independentemente de relação de afinidade política ou não”, concluiu. As declarações da deputada federal foram dadas na manhã desta sexta-feira, na Rádio Clube 720 AM e no canal do YouTube do Diario de Pernambuco.