Lira e Baleia em busca dos votos do Nordeste Os candidatos à presidência da Câmara dos Deputados estiveram na Paraíba e no Ceará em busca do apoio dos governadores e das bancada federais

Publicação: 14/01/2021 03:00

Os principais candidatos à presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP), elegeram o Nordeste para construir uma votação vencedora na disputa marcada para fevereiro. Lira esteve na Paraíba, e Rossi, no Ceará. Ambos procuraram chefes do Executivo estaduais que possam influenciar deputados a garantir a vitória nas eleições parlamentares.

Em entrevista, Lira destacou a importância das reformas econômicas, mas deixando a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma tributária para um segundo momento. Baleia, por sua vez, acompanhado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) falou em independência do parlamento e em um projeto desenvolvimentista para o Nordeste e o Norte do Brasil, a fim de estabelecer um equilíbrio econômico em relação ao Sul e Sudeste.

Lira comentou a posição do líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), seu colega de partido que apoia Maia. O líder do Centrão afirmou que é amigo de Ribeiro e que, à exceção dele, o PP está unido em torno de sua candidatura. Lira disse estar certo de que muitos deputados da bancada da Paraíba votarão nele. O pepista também prometeu exercer uma presidência conjunta com líderes e partidos, e afirmou que, hoje, na Câmara, o presidente age como um chefe.

Sobre as reformas, o candidato disse que é preciso aumentar o teto ou abaixar o piso para fazer investimentos em infraestrutura. Lira afirmou que a reforma administrativa é mais importante, em um primeiro momento, do que a tributária. Para ele, não há consenso sobre o assunto e é preciso tratar os estados de acordo com as características e necessidades de cada região.

Já Baleia Rossi destacou a necessidade de uma Câmara independente. “Fazemos parte de uma frente ampla de 11 partidos. Desde a redemocratização não tivemos um movimento tão importante, reunindo partidos que pensam diferente em economia, papel do Estado, mas para defender os pilares que alicerçam a candidatura, estão juntos”, defendeu. Ele se comprometeu a fortalecer o mandato dos 513 deputados da Casa.

Ao comentar sobre os grupos de extrema direita que invadiram o Capitólio, nos Estados Unidos, Baleia disse acreditar que nenhum parlamentar seria a favor de um movimento semelhante no Brasil. Sobre o impeachment, Baleia destacou que se trata de uma ferramenta da manutenção da democracia e que deve ser defendido e respeitado como parte da Constituição Federal. (Correio Braziliense)