Volta do "Todos com a Nota" em debate Governo reúne presidentes de Náutico, Santa Cruz e Sport para falar de programa social que impulsionou o acesso dos torcedores aos jogos

Diego Borges
Especial para o Diario
esportes@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 13/05/2022 03:00

Sete anos após a suspensão em 2015, o programa social Todos Com a Nota deve voltar, segundo promete o governador de Pernambuco, Paulo Câmara. Ontem, o gestor se reuniu com os presidentes do Trio de Ferro para debater ideias de execução do programa, como forma de impulsionar novamente os clubes e a torcida do estado.

Criado em 2007, o ‘TCN’ visava o incremento da arrecadação do ICMS, como forma de “conscientização e estímulo dos consumidores pernambucanos para o exercício do direito de obtenção dos documentos fiscais dos produtos que adquirir”, segundo aponta a Secretaria da Fazenda.

No modelo antigo, a cada R$ 100 em notas fiscais, o torcedor ou torcedora poderia adquirir um ingresso. Em contrapartida, o governo pagava aos clubes um valor referente a cada ingresso trocado. No entanto, ao longo do tempo o programa perdeu força, sobretudo com os públicos oficiais claramente desconformes com o que era visto nas arquibancadas.

“Temos total consciência das dificuldades que os clubes vêm enfrentando e vamos trabalhar para trazer de volta o Todos com a Nota, um programa vitorioso e uma forma de o estado contribuir com o futebol. Nossa equipe vai trabalhar junto aos clubes e à FPF para definir a modernização da iniciativa e colocá-la em prática o mais rápido possível”, destacou o governador Paulo Câmara, ao site oficial do Náutico.

“O futebol vai muito além de entretenimento. É um patrimônio do povo pernambucano. Temos necessidade de um incentivo, evidentemente que com contrapartidas para a população”, pontuou o presidente alvirrubro, Diógenes Braga.

“Esse apoio do governo é fundamental. Principalmente depois de um período pandêmico, com os estádios sem público e nossas obrigações tendo que ser honradas”, completou o presidente do Sport, Yuri Romão. O presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, reforçou: “É muito importante que o governador tenha manifestado apoio aos clubes, que vivem esse momento de crise.”