SANTA » 'Apagão' do Arruda será julgado hoje

Vittoria Fialho
Especial para o Diario
vittoria.ferreira@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 23/06/2022 03:00

O caso do ‘apagão’ do Arruda, quando os refletores desligaram durante a partida contra o CSE pela 6ª rodada da Série D, pode chegar ao seu desfecho, enfim. Hoje, a partir das 10h, haverá o julgamento do clube coral na 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Caso seja punido, o Tricolor pode receber multa de até R$ 100 mil. Entretanto, a defesa se mostra bastante confiante em conseguir a absolvição

Segundo afirma o advogado contratado pelo clube para o caso, o experiente Osvaldo Sestário, são grandes as chances do clube coral não ser julgado como culpado pelo ocorrido. “A minha expectativa em relação ao julgamento do Santa Cruz é a melhor possível. Além do período de chuvas, que denota que houve um problema gravíssimo no estado naquele período, também estamos juntando um laudo bem conclusivo, bem feito, com toda a documentação necessária para a defesa do clube”, destacou em entrevista à Rádio Clube de Pernambuco.

O Santa foi indiciado no Artigo 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que rege sobre a manutenção do “local que tenha indicado para realização do evento com infra-estrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização”, com multa variante entre R$ 100  a R$ 100 mil. No pior dos casos, se houver punição, o advogado crê que será uma multa mínima.
 
SAÍDAS ENCAMINHADAS

O Tricolor tem três saídas encaminhadas. Após o volante Rodrigo Yur alegar problemas pessoais e pedir para deixar o Arruda, ontem, a diretoria coral trata situações de outros dois atletas. Os meias João Cardoso e João Henrique, que sequer chegaram a ser relacionados desde a chegada de Martelotte, tendem a ser os próximos a se despedirem do Arruda. Com as baixas, o clube volta ao mercado.