Um lugar feito de resistência Caranguejo Tabaiares comemora chegada de Espaço de Convivência, mas ainda aguarda moradia, rede de esgoto, saúde e limpeza urbana

MARIANA FABRÍCIO
mariana.fabricio@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 20/11/2019 03:00

Quando a casa de madeira em que Amanda Messias, 34, morava com seus quatro filhos foi destruída num incêndio em 2013, a moradora ficou cinco dias abrigada no Centro Comunitário Maria Luzinete da Costa, na comunidade de Caranguejo Tabaiares, situada no bairro da Ilha do Retiro, Zona Oeste. O local, que estava abandonado, se tornou o terceiro Espaço de Convivência inaugurado pela Prefeitura do Recife para acolher crianças de seis meses a seis anos.