Mais ônibus refrigerados em operação Doze coletivos começam a circular hoje na linha 1977. Os veículos com ar-condicionado são os primeiros acrescentados ao sistema após sanção da nova lei

Rosália Vasconcelos
rosalia.vasconcelos@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 15/01/2020 03:00

A partir de hoje, 12 ônibus novos com ar-condicionado entram em operação na linha 1977 - Terminal Integrado Pelópidas da Silveira/Avenida Conde da Boa Vista. Outros três, também novos e refrigerados, começam a rodar na sexta-feira na linha 1909 - Pelópidas/Joana Bezerra. Essa é a primeira leva de ônibus novos com ar-condicionado incluídos no Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife após sanção da Lei estadual 16.787 que prevê a renovação de coletivos do Sistema Estrutural Integrado e a implantação da refrigeração.

Atualmente, 399 dos 2,7 mil ônibus que compõem a frota da RMR têm ar-condicionado, o que representa 14,5% do total. A legislação prevê que, até 2023, 70% dos ônibus estejam com ar-condicionado.

Segundo o diretor de operações do Grande Recife Consórcio, André Melibeu, até março deste ano outros 48 veículos novos, sendo 25 com ar-condicionado e 23 convencionais substituirão ônibus antigos. Os novos carros devem chegar no fim de fevereiro. A expectativa é de que até o fim desde ano, 30% da frota seja refrigerada. “Só nestes primeiros três meses de 2019, são 55 novos veículos com ar-condicionado”, disse André.

A previsão é que os ônibus recém-chegados sejam alocados para as linhas com maior demanda de passageiros. “No caso da linha Pelópidas/Joana Bezerra, por exemplo, hoje ela opera com cinco veículos articulados com ar e mais sete modelos pesados sem ar. Mas a expectativa é de que todos os ônibus dessa linha sejam refrigerados. Para isso, neste primeiro momento, serão substituídos três dos sete pesados. E até março todos os carros da linha Pelópidas/Joana Bezerra serão refrigerados”, adiantou o diretor. A linha 1977 tem 10.334 passageiros por dia enquanto a 1909 opera com 19.041.

Os novos ônibus têm 13,8 m de comprimento, ar-condicionado, suspensão a ar e capacidade para 80 passageiros. Por serem mais confortáveis do que os veículos convencionais, foram alocados em linhas com grande demanda, em especial aquelas que fazem embarque e desembarque nos terminais integrados. Os veículos foram adquiridos pelo Consórcio Conorte e fazem parte da renovação de frota estabelecida pelo contrato de concessão. Os que entram em operação hoje e na sexta chegaram à garagem da Conorte em dezembro.

Cada um custou R$ 400 mil, totalizando um investimento de R$ 16 milhões. Todos os ônibus equipados com refrigeração substituirão modelos com mais de sete anos de uso. “Essas substituições estão relacionadas à política de renovação da frota e não têm nenhuma relação com questionamentos tarifários. A proposta de alocar os veículos novos com ar para as linhas de maior demanda é para que seja beneficiado o maior número de passageiros”, disse André Melibeu.