Isolamento monitorado pelo celular Cerca de 700 mil smartphones estão sendo acompanhados por geolocalização para medir obediência às restrições provocadas pelo coronavírus no Recife

JULIANA AGUIAR
juliana.aguiar@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 25/03/2020 03:00

A Prefeitura do Recife anunciou ontem o lançamento de uma ferramenta de monitoramento de isolamento social para prevenção da Covid-19 nos bairros da cidade. A nova medida integra as ações do Plano Municipal de Contingenciamento do novo coronavírus. Através dela, será possível saber onde a orientação de ficar em casa está sendo cumprida e onde será necessário aplicar novas ações para que mais pessoas estejam protegidas.

Para isso, cerca de 700 mil smartphones estão sendo monitorados desde o sábado, através do uso do GPS. A ferramenta foi desenvolvida em parceria com a empresa pernambucana de geolocalização In Loco.

“Esperamos que com essa ferramenta consigamos monitorar ainda mais os bairros, garatindo que as pessoas continuem em casa. Isso irá ajudar a gestão e orientar melhor os lugares onde as informações não chegam de forma efetiva”, explicou o prefeito Geraldo Julio. A plataforma já reúne informações captadas no sábado, domingo e na segunda-feira. “Notamos que no domingo tivemos uma quantidade maior de pessoas que cumpriu o isolamento e ficou em casa”, relata. Para o monitoramento ser efetivo, os celulares precisam estar com os GPS ligados.

Até o momento, o bairro do Paissandu, no Centro do Recife, registrou o melhor resultado de isolamento social (67%). Entre os locais que estão respeitando bem a quarentena também se destacam o Cabanga e o Derby, na área central, Poço da Panela, Totó, Porto da Madeira, Campo Grande, Guabiraba e Beberibe, na Zona Norte e a Várzea, na Zona Oeste da cidade.

“Os números vão nos mostrar os bairros com menos índices de confinamento e fluxo intenso de passantes, e, com isso, iremos orientar a população desprotegida através de SMS ou notificações em aplicativos que o usuário faça uso no seu smartphone, além de intensificar ações da Guarda Municipal, controle urbano e carros de som”, explicou Geraldo Julio. De acordo com o prefeito, não há como ter uma porcentagem ideal de moradores isolados para tomar como base.

“Usaremos como referência os bairros com maior índice de isolamento e vamos trabalhar para fazer com que os demais aumentem os seus números. O objetivo é coletivo, para todo mundo ajudar a atingir um alto número de pessoas isoladas na cidade. Sabemos, entretanto, que não chegaremos a 100% de isolamento porque as pessoas que realizam serviços essenciais precisam sair para trabalhar”, explica o gestor.

O prefeito destaca, ainda, que os dados são usados de forma coletiva, mantendo a privacidade de todos os moradores. “É a primeira ferramenta digital que estamos colocando em prática. E a expectativa é que, com o uso de tecnologia, possamos alcançar um impacto maior”, explica.

Com o intuito de avaliar se as pessoas estão mantendo distâncias seguras entre si, a Google está entre as empresas que também têm explorado novas formas de usar os dados de localização dos usuários para retardar o avanço do coronavírus.

Em outro ritmo, e abordagem, a experiência com tecnologia de geolocalização teve êxito na Coreia do Sul e começou a ser testada no início da semana na Itália, epicentro mundial do novo coronavírus. Através de ferramentas de rastreio, os dois países investem em uma nova maneira de combater a pandemia da Covid-19 acompanhando o movimentos de pessoas infectadas.

“Estamos em guerra e devemos responder com todas as armas que temos”, afirmou o diretor da Instituto Superior de Saúde (ISS), Gianni Rezza, em entrevista ao jornal italiano La Stampa. De acordo com o gestor, o país está buscando adotar a estratégia sul-coreana para reduzir o crescimento da curva epidêmica. “Conseguiram identificar e isolar os sujeitos em risco, criaram aplicações que permitiam aos cidadãos conhecer áreas de maior trânsito de pessoas contagiosas, de maneira a evitá-las”, explicou.

Quarentena

Sábado (21/03) – 55,48%

Domingo (22/03) – 67,42%

Segunda-feira (23/03) - 57,94%

Números
  • 67% foi o isolamento medido no bairro do Paissandu no domingo, o mais alto até agora
  • 9 outros bairros também se destacaram: Cabanga, Derby, Poço da Panela, Totó, Porto da Madeira, Campo Grande, Guabiraba, Beberibe e Várzea
  • 1.645.727 é a população da capital pernambucana, segundo o IBGE