População não deve deixar isolamento Estado não confirmou nenhum novo caso da Covid-19 entre segunda-feira e ontem, mas ressaltou que aparente trégua é irrelevante no contexto da pandemia

Publicação: 25/03/2020 07:00

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que nenhum novo caso da Covid-19 foi confirmado ontem em Pernambuco. Nesse período, 108 testes foram realizados pelo Laboratório Central (Lacen-PE) e deram negativo.

Foi a primeira vez em que não houve identificação de novos casos nos últimos 11 dias. Mas a boa notícia, segundo as autoridades de saúde, não deve ser usada como pretexto para burlar as medidas de restrição de circulação e isolamento social necessárias para conter a pandemia, que segue com 42 casos confirmados no estado.

“Diante da pandemia que vivemos no Brasil e no mundo, o resultado de um dia de análise não é estatisticamente relevante, já que essa crise deve se estender por meses e tem sido marcada por grande dinamismo”, disse o secretário estadual de saúde, André Longo.

Ele ressaltou que os cuidados com a higiene pessoal e o isolamento social devem permanecer como principais estratégias para “adiar ao máximo” a disseminação da doença. “A população deve continuar evitando sair de casa. Em caso de sintomas leves de gripe, o paciente deve ficar de repouso e diminuir o contato com outras pessoas, inclusive da família. A recomendação é só ir ao serviço de saúde se apresentar dificuldade para respirar e febre prolongada.”

“Pernambuco precisa do esforço de todos nós para que possamos salvar vidas e enfrentar da melhor forma a doença. O isolamento social é imprescindível para que o estado consiga retardar o pico dessa pandemia”, destacou.

Reforçando um apelo do presidente da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, deu um recado aos jovens de Pernambuco. “Quando nós, especialistas, dizemos que a doença é mais grave em pessoas acima dos 60 anos, não quer dizer que o jovem é invencível. A doença também pode ser séria nessa população. Por isso, é fundamental que os mais novos fiquem em casa para protegerem a si mesmos e ao restante da população”, ressaltou.

Outro fator que reduz o espaço para comemorações é a provável subnotificação. Na coletiva do governo federal ontem, o Ministério da Saúde informou estimar que a cada 14 confirmados do novo coronavírus há mais 86 infectados e não testados. Dessa forma, Pernambuco teria em 258 casos não contabilizados, segundo a projeção.

Hoje completou-se um mês desde o início das notificações do novo coronavírus em Pernambuco. O primeiro caso suspeito foi registrado em 25 de fevereiro, após uma mulher de Caruaru que viajou para a Itália apresentar sintomas. O caso foi descartado posteriormente.

Os primeiros casos confirmados foram informados no dia 12 de março. Os pacientes eram um casal, sendo a mulher com 66 e o homem com 71 anos. A mulher foi a primeira paciente a ter cura clínica confirmada pelo estado. Ontem, o estado informou que cinco pessoas já foram clinicamente curadas. Todas são mulheres, com idades entre 16 e 67 anos.

O chefe do setor de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), Demetrius Montenegro, explicou que esses pacientes não receberam medicação específica para a Covid-19. “Alguns dos recuperados estavam internados e outros em isolamento domiciliar. O internamento se deu para tratar de outras infecções, como pneumonia”, esclareceu. Nenhuma delas apresentou agravamento ligado ao novo coronavírus.

Distribuição
Os casos confirmados em Pernambuco estão distribuídos por seis municípios de todas as regiões (Recife, Jaboatão, Olinda, Caruaru, Petrolina e Belo Jardim), além de ocorrências em pacientes de outro estado e países. Pernambuco já confirmou a doença em 24 mulheres e 18 homens.

Evolução dos casos do novo coronavírus em Pernambuco:
  • 42 casos estão confirmados no estado
  • 0 óbito registrado até agora
  • 24 mulheres foram infectadas
  • 18 homens foram infectados
  • 5 pacientes recuperadas, com idades entre 16 e 67 anos, residentes do Recife
Casos suspeitos



Casos confirmados
12 de março         2
13 de março         2
14 de março         7
15 de março         8
16 de março        18
17 de março        19 (primeiro caso de transmissão comunitária)
18 de março        22
19 de março        28
20 de março        31
21 de março        33
22 de março        37
23 de março        42
24 de março        42