Promotores de eventos cobram retomada Profissionais fizeram carreata em Boa Viagem para pedir liberação de festas de casamento, 15 anos e formaturas, entre outras ocasiões

DIOGO CAVALCANTE
ESPECIAL PARA O DIARIO
diogo.couto@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 16/09/2020 03:00

Profissionais do setor de eventos sociais, como festas de casamento, 15 anos e formatura, realizaram uma carreata para pedir que o governo de Pernambuco autorize a volta dessas festividades, suspensas desde março, por força dos decretos sanitários criados para conter o avanço do novo coronavírus. O protesto aconteceu ontem pela manhã, na Avenida Boa Viagem.

Após a concentração no Parque Dona Lindu, cerca de 33 veículos – entre carros, caminhonetes e até um ônibus - seguiram pela avenida, até a Avenida Antônio de Góes, no Pina. Agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) e da Polícia Militar (PM) acompanham o movimento. O trânsito ficou intenso na localidade.

“São seis meses parados, governador. Por favor, olhe por nós. Somos uma cadeia produtiva muito grande e muitos estão passando necessidades porque não puderam sequer ter acesso ao auxílio emergencial. São fotógrafos, garçons, casas de festa, artistas, bufês infantis, muitos profissionais estão sofrendo. Só queremos a oportunidade de poder voltar ao trabalho com segurança, seguindo todos os protocolos que foram entregues as autoridades competentes”, discursou a produtora de eventos Fabiana Schreiner, uma das organizadoras da manifestação.

O setor de eventos sociais (festivos) deverá ser liberado na Fase 9 do Plano de Convivência com a Covid-19. Mas ainda não há uma data prevista para começar a vigorar no estado. A Região Metropolitana do Recife, por exemplo, está na Etapa 8 atualmente, e o avanço depende de diversos fatores. “Fomos os primeiros a parar e estamos há seis meses parados, sem renda e sem respostas. Os eventos corporativos já foram autorizados a retornar, mas nós, não.

A Secretaria da Casa Civil de Pernambuco informou que foi agendada uma reunião entre o secretário-executivo de Articulação e Acompanhamento, Eduardo Figueiredo, o presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Antônio Neves, e uma comissão com representantes do setor de eventos. “O encontro estava marcado para as 12h desta terça-feira (15), na sede da Empetur, no Centro de Convenções, em Olinda, mas os empresários e profissionais de eventos não compareceram”, destacou a pasta, em comunicado.