Moradores não poderão voltar para as palafitas Após acordo com a prefeitura, moradores aceitaram receber indenização e auxílio-moradia, mas não poderão voltar a reocupar a invasão no Pina

Publicação: 13/05/2022 03:00

A Prefeitura do Recife anunciou, ontem, que entrou em acordo com os moradores da comunidade de palafitas, na Bacia do Pina, vítimas de uma grande incêndio na sexta-feira passada.(6). As partes concordaram que haverá uma indenização, de pagamento único, de R$ 1,5 mil, além de auxílio-moradia de R$ 200, para as 180 famílias da área ribeirinha. O acordo, entretanto, prevê uma contrapartida; eles devem desocupar o local. A maioria parece ter concordado, mas o Diario apurou que ainda há resistêcia e que assembleias seriam feitas. No dia seguinte ao incêndio, a Defesa Civil esteve no local e tentou limpar toda a área. Os moradores não permitiram, porém, que as estacas nas quais ficavam erguidas as palafitas fossem retiradas do mangue. Ele temiam perder “território”, coisa comum em áreas invadidas. A prefeitura argumenta, no entanto, que fará o levantamento de todas as melhorias feitas pelos moradores, e que isso também será fruto de indenização. Mas quer o compromisso de que a comunidade não retorne às precárias habitações de madeira, que foram queimadas em poucas horas. Calcula-se que 40% dos barracos da comunidade foram destruídos.

Em nota, o prefeito João Campos disse que tem sido importante o diálogo direto com os moradores.  “Iremos construir uma solução definitiva com diálogo e participação ativa dos moradores. Todas as ações de assistência, de saúde e de demais secretarias com atuação no território vão permanecer”, afirmou.  “Quero agradecer a todas as pessoas que participaram de maneira ativa, contribuindo com diálogo e com sensibilidade, se colocando à disposição para ajudar as famílias e a cidade. Nossa equipe segue toda mobilizada e trabalhando, com muito diálogo e tomando as decisões. Com participação a gente vai conseguir construir os melhores caminhos.”

SERVIÇOS
A Prefeitura do Recife também garantiu a continuidade dos mutirões de serviços públicos de Saúde, Assistência Social e Direitos Humanos. Ontem, houve entrega de cestas básicas e colchões aos moradores.

Hoje, por sua vez, equipes da Secretaria de Saúde e do serviço do Cadastro Único (CadÚnico) também estarão à disposição dos desabrigados, com consultas médicas, aplicação de vacinas e atendimentos de saúde bucal, além de encaminhamentos para emissão de documentação e outras iniciativas, bem como inclusão em programas sociais do Governo Federal.

Também foi garantido o direcionamento da população para programas sociais do município.

Além da gestão municipal, a comunidade na Bacia do Pina tem sido ajudada, desde o incidente, por mais de uma dezena de organizações, além de igrejas e movimentos sociais. A população recifense também tem contribuído espontaneamente com doações, trazidas o local.

As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas. O caso está com a Delegacia de Boa Viagem.