Educação e Religião

A palavra de Deus colocada em prática Exército da Salvação desenvolve trabalho social em 128 países. Em Pernambuco, busca voluntários

ANA PAULA NEIVA
aneiva@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 22/04/2017 03:00

O centro atende 55 famílias e 75 crianças e adolescentes que vivem em comunidades como Mangueira, Santa Luzia e Cardoso (Afonso Menezes/ Esp.dp )
O centro atende 55 famílias e 75 crianças e adolescentes que vivem em comunidades como Mangueira, Santa Luzia e Cardoso

Na Bíblia, o livro de Lucas fala da parábola da semente, do semeador, da semeadura e do solo. Ilustra os ensinamentos de Jesus para mostrar os efeitos do trabalho multiplicador na vida das pessoas. Diz o livro que a palavra de Deus não volta vazia, pois antes cumprirá o propósito para o qual ela foi pronunciada. Assim é o trabalho do Exército da Salvação, que busca cada vez mais voluntários para atuar na tarefa de ajudar o próximo.

Com sete igrejas no Nordeste, a denominação cristã protestante é uma das maiores instituições de caridade do mundo. Está presente em 128 países, onde seus representantes têm patentes, como em qualquer exército. Em Pernambuco, atua desde 1983 e possui templos nos bairros da Torre e do Prado, além de um Centro Comunitário de Integração também na Torre. O centro atende, atualmente, 55 famílias e 75 crianças e adolescentes. São moradores das comunidades da Mangueira, Santa Luzia (Torre), Cardoso (Caxangá), Abençoada Por Deus (Iputinga) e José de Holanda (Torre).

Eles fazem um trabalho “de formiguinha”, mas extremamente multiplicador. Quem foi atendido pelo centro um dia atua hoje como voluntário. Participa das atividades diárias da casa, ajudando outras crianças e adolescentes. Como a estudante Laisa Maria Gomes da Silva, 20, que entrou para o projeto em 2013 e frequentou a casa por três anos até se tornar voluntária. Hoje, ela ensina crianças e adolescentes, substituindo e auxiliando alguns dos professores contratados pelo projeto.

Laisa, que é moradora da Vila de Santa Luzia, na Torre, conta que chegou ao Exército da Salvação por intermédio de amigos que falavam sobre o projeto. “Eu tinha 16 anos e meu irmão 22, então passamos a assistir aulas sobre inserção no mercado de trabalho. Foi um divisor de águas. Depois disso, resolvi que faria curso técnico em administração. Para mim, foi maravilhoso”, diz a jovem, que toda semana frequenta o centro para ajudar outras pessoas a percorrem o mesmo caminho que fez.

Gente como Bruno Santana, 20, que está no projeto desde os seis anos de idade. Bruno frequentou a casa como voluntário até o fim da adolescência, mas foi efetivado e faz parte do quadro de educadores. A religião era desconhecida para sua família até entrar no projeto desenvolvido pelo Exército da Salvação.

“A gente não tinha religião nem ligação com igreja alguma. Minha mãe ouviu uma vizinha falar do projeto e conseguiu uma vaga para frequentasse”, recorda. Atualmente, o rapaz é membro da igreja do Exército da Salvação. “Não tem como não se envolver. A gente vê que a religião, transforma vidas”, ressalta.

Morador da comunidade do Cardoso, na Zona Oeste do Recife, Bruno perdeu a mãe aos 14 anos e, segundo, ele o apoio do projeto foi muito importante para ele nessa época. “Ficamos somente, eu, meu irmão mais velho, que tinha 15 anos, e meu pai. Os professores e psicólogos daqui nos ajudaram bastante porque foi um período de instabilidade emocional para a gente. Muito difícil”, lembra.

O perfil do voluntário é variado. Mas a sua maioria é formada por adultos jovens. Muitos, como Bruno e Laisa, ex-integrantes da casa. “Felizmente, as pessoas têm demonstrado mais disponibilidade para atuar como voluntários. Mas estamos sempre lembrando da necessidade de mais pessoas para ajudar. Afinal, nunca é demais”, diz o major Paulo Soares, supervisor regional Nordeste do país.

História
O Exército da Salvação foi fundado em 1865, no auge da Revolução Industrial, pelo ministro metodista William Booth, juntamente com sua mulher, Catherine Mumford, em Londres, na Inglaterra. Atualmente, sua sede geral fica no Reino Unido e tem como chefe, o general André Cox. No Brasil, a instituição chegou em 1922, em São Paulo, mas hoje também está presente em Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Paraná e Rio Grande do Sul.

Números
Exército da Salvação

No mundo possui:
  • 15.765 igrejas
  • 10.721 programas de desenvolvimento comunitário
  • 421 albergues para desabrigados
  • 204 residências de reabilitação
  • 221 casas para crianças
  • 152 casas para idosos
  • 50 casas para Mãe e bebê
  • 61 refúgios
  • 626 creches
  • 55 Centros de reabilitação - não residenciais
  • 65 projetos de serviços às forças armadas
  • 187 programas de desastres/emergências
  • 21 hospitais
No Brasil possui:
  • 46 igrejas
  • 4 centros de educação infantil
  • 1 serviço de acolhimento institucional
  • 11 centros para crianças, adolescentes e juventude
  • 1 casa para idosos
Principais crenças:
  • Bíblia como divinamente inspirada
  • Existência de um único Deus, criador, preservador e governador de todas as coisas
  • Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo).
  • Divindade e humanidade de Jesus
  • “Queda” da humanidade
  • Salvação providenciada por Deus, em Jesus
  • Necessidade de arrependimento
  • Justificação pela fé
  • Necessidade de obediência continua a Cristo
  • Santidade da vida diária.
  • Ressurreição do Corpo
Endereços:
Igrejas em Pernambuco

  • Rua Conde de Irajá, 135 – Torre
  • Rua Carlos Gomes, 1016 – Prado
  • Informações: (81) 3071-4442