LUGAR CERTO

Viver a metrópole Centros urbanos são boas opções de moradias. Construtoras apostam na região central do Recife

Wagner Souza
Especial para o Diario
wagner.antonio@diariodepernambuco.com.br

Publicação: 27/04/2017 03:00

Rua da Aurora é uma opção para aqueles que desejam morar no Centro do Recife (NANDO CHIAPPETTA/DP)
Rua da Aurora é uma opção para aqueles que desejam morar no Centro do Recife
O local onde morar é uma escolha importantíssima, uma vez que influenciará muito na rotina diária e estilo de vida da pessoa e sua família. Hoje em dia todas as pessoas buscam um pouco de descanso não apenas nas suas horas vagas, mas também durante a labuta do dia a dia. Para diminuir o estresse e problemas de saúde decorrentes da agitação do cotidiano, muitas pessoas procuram viver em locais mais tranquilos e menos movimentado. No entanto, ainda há uma grande parcela da população que julga morar em um grande centro urbano mais vantajoso que em cidades do interior ou em bairros de periferias. No Centro do Recife, por exemplo, ainda há um grande público interessado em morar na região, sobretudo nos bairros da Boa Vista e de Santo Antônio. “Muita gente procurar imóveis nesses bairros, devido à localização estratégica: próxima do trabalho, de bares e restaurantes, além de outras opções de lazer”, aponta Guilherme Fonseca, corretor de imóveis.

De acordo com o economista Paulo Ferreira, para quem consegue administrar bem o tempo, manter uma alimentação balanceada e descansar nas horas corretas, é preferível residir nas áreas mais urbanas das cidades. “Sejam pequenos ou grandes, os centros (das cidades) possuem uma estrutura melhor, maior acessibilidade e oportunidades. É lá onde o morador tem a vantagem de encontrar tudo que precisa de forma mais fácil. São nessas áreas que costumam ter hospitais e bancos, além de um maior número de supermercados, por exemplo”, comenta o economista. “É claro que em todos os lugares vão ter algumas vantagens e desvantagens. E esses fatores devem ser avaliados de acordo com seus desejos e necessidades”, completa.

Algumas construtoras veem a região central do Recife com bons olhos para investir em empreendimentos residenciais. A Conic, por exemplo, entregou no último ano o Residencial Boa Vista, voltado para um público que mora sozinho ou com família pequena. “Apostamos na região da Boa Vista por causa dos serviços que a área oferece, como transporte público, escola, hospital, polo jurídico e shopping center”, comenta Lucian Fragoso, CEO da construtora. Com apartamentos de 38 m2 e 54 m2, o empreendimento possui área de lazer com espaço para salões de festas e jogos, piscina, kids club, sala de ginástica e minicampo.

A Moura Dubeux é outra empresa do ramo imobiliário que vem apostando no centro recifense. Com dois em preendimentos na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro, a construtora tem como objetivo desenvolver algumas áreas periféricas e atrair um público que deseja morar na região. “A  Aurora é um dos cartões postais do Recife e muita gente gostaria de morar no local. Estamos requalificando o entorno dos empreendimentos para entregar para a população uma área mais arborizada, com boas calçadas e um novo paisagismo”, comenta Homero Moutinho, diretor da Moura.